Terça feira, 18 de dezembro de 2018 Edição nº 9930 23/04/2001  










ANDRÉ MAGGIAnterior | Índice | Próxima

André Maggi: morre o último bandeirante do século XX

Empresário e colonizador morreu ontem às 20 horas em São Paulo, de parada cardíaca


André Maggi, empresário fundou Sapezal
EDUARDO GOMES
Especial para o DIÁRIO

A Fundação Mato Grosso prestou uma homenagem ao empresário André Antônio Maggi conferindo-lhe o título de “O último bandeirante do século”, numa solenidade em 29 de agosto do ano passado, no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá, onde se realizava um seminário internacional sobre algodão e soja.

Ao receber a placa, André Maggi sorriu em agradecimento. Já não tinha mais força para discursar. Estava debilitado depois de sofrer dois graves acidentes, um aéreo e outro na rodovia que liga Mato Grosso ao Paraná. Ouvia com ajuda de aparelho e seu motorista e secretário cuidava para que não perdesse a hora de tomar medicamentos.

O estado de saúde levou o maior empresário de Mato Grosso a transferir o comando do Grupo André Maggi para o filho Blairo Borges Maggi, suplente de senador, e deu atribuições nas empresas às quatro filhas e genros.

André Maggi se afastou da mesa de comando mas nem tanto. Quando sua palavra era imprescindível, intervia. Fora disso, passava os dias ao lado da mulher Lúcia Borges Maggi e dos netos. Sempre que possível, assistia partidas de futebol de salão. Gostava desse esporte, o praticou na juventude e seu grupo mantinha equipes no Paraná e Mato Grosso. Tinha várias residencias, mas gostava mesmo era da antiga casa de São Miguel do Iguaçu (PR).

Filho do casal de imigrantes Antônio Maggi, italiano, e de Carolina Lumertz, alemã, André Antônio Maggi tinha 74 anos. Nasceu em Torres (RS), onde passou a infância. Certa feita, numa entrevista, disse que herdou do pai o amor ao trabalho e, da mãe, o senso de organização.

Adolescente, conseguiu emprego numa serraria em sua cidade. Aprendeu tudo sobre madeira e tornou-se madeireiro. Não se limitava a comprar a mata em pé: adquiria também a terra e com isso montou sólida base econômica no Rio Grande do Sul.

Quando a Mata Atlântica deixou de ser atrativa para os madeireiros em Torres, mudou-se para São Miguel do Iguaçu. Continuou no ramo e ampliou as atividades plantando arroz e soja e cultivando campos para produção de sementes. No final dos anos 70 estendeu os negócios para fora do Paraná.

Mesmo tendo sido prefeito dizia que não gostava de política. Na prática, contrariava sua retórica. Em 1995, quando iniciou o projeto para a navegação dos comboios da Hermasa Navegação da Amazônia na Hidrovia Madeira-Amazonas, costurou importantes acordos com políticos. Em Cuiabá montou uma tropa de choque na Assembléia Legislativa formada pelos deputados Wilson Santos, Eliene Lima e Roberto Nunes. E Santos tinha papel estratégico para André Maggi: seu irmão gêmeo Wilton Santos era deputado estadual e secretário de Agricultura no Amazonas.

Com o apoio dos três deputados de Mato Grosso e de Wilson Santos, aplainou o caminho político para navegar em águas calmas, a tal ponto, que o Governo do Amazonas tornou-se seu sócio minoritário em parte da área de atuação da Hermasa. Apoio também não lhe faltava em Brasília, onde o senador Jonas Pinheiro (PFL) costurava o Congresso como agradecimento pela ajuda em todos os sentidos que recebeu quando de sua candidatura ao Senado tendo Blairo Maggi por suplente.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto

· É claro a postura de admiração com resp  - Maria Cristina Souza




18:52 Depoimento tem teclado Quebrado e fio queimado
18:52 Empresa Boeing fecha termo de compra
18:52 Michel Temer sai em defesa de Dilma
18:51 Bolsonaro pede "disciplina" e "hierarquia"
18:51 Réver se aproxima de retorno


18:50 Timão se reforça para brigar por títulos
18:49 Oitavas terão duelos entre PSG e Manchester United
18:49 Felipe Melo ignora interesse do Fla
18:48 São Paulo luta para manter Hudson
18:48 Dourado não descarta deixar o Inter
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018