Quarta feira, 12 de dezembro de 2018 Edição nº 14455 05/04/2016  










VÁRZEA GRANDEAnterior | Índice | Próxima

Ginásio municipal continua abandonado

O local oferece risco às pessoas devido ao grande número de usuários de drogas que ali concentram; prefeitura promete licitar reforma

Diário de Cuiabá
Ginásio Fiotão, em Várzea Grande: espaço de lazer tem servido apenas para abrigar criminosos
Aline Almeida
Da Reportagem

Quem passa hoje por um prédio todo quebrado e cercado de tapumes, ao lado do terminal de integração André Maggi em Várzea Grande, nem imagina que ali foi o tradicional ginásio de esportes Gonçalo Domingos de Campos, o “Fiotão”. Não bastasse a obra abandonada ser um prejuízo para o esporte na cidade, está sendo ainda um grande agravador da criminalidade. O local oferece risco às pessoas devido ao grande número de usuários de drogas que ali concentram. Roubos e mortes já foram registrados nos arredores do que deveria ser um espaço de lazer para a população.

Inaugurado em 1985, o Ginásio Fiotão já recebeu eventos e jogos de repercussão nacional. O prédio público está desativado há cerca de quatro anos; nesse período, vários anúncios de reforma foram feitos. A última divulgação de reforma foi feita em novembro, pela prefeita Lucimar Sacre de Campos. Através das emendas de R$ 2,26 milhões do deputado estadual Gilmar Fabris (PSD), a obra teria que ser iniciada em janeiro, segundo publicação da prefeitura. A ideia inclusive era entregar o novo ginásio a população no aniversário da cidade, no dia 15 de maio. No entanto, a pouco mais de um mês da data comemorativa, nenhuma movimentação de obra existe no local.

Enquanto isso, a população segue a mercê da criminalidade que instaurou na região. Podemos citar um caso mais recente de uma morte registrada nas proximidades do Fiotão. No dia 25 de março Gabriel Pinto Gonçalves, 44 anos, conhecido como “Bié” foi morto a pauladas por um casal. Os criminosos, além de roubarem Gabriel, o agrediram até a morte.

Vale ressaltar que o local abandonado está localizado ao lado do terminal onde diariamente passam milhares de pessoas. Até mesmo os usuários do transporte coletivo temem a situação. Márcia Oliveira diz que não é raro acontecerem roubos no próprio terminal. Para ela, o Fiotão, sem a destinação correta é um grande contribuinte para a criminalidade naquela região. “É tão triste ver um lugar deste entregue as traças. Mais triste ainda é saber que ele oferece risco para a população. Ali no Fiotão, vários usuários de drogas se concentram e muitas pessoas já foram roubadas nas proximidades, a prefeitura tem que tomar uma providência”, disse.

Rodrigo Assunção Silva conta que já jogou muita bola no Fiotão e hoje se entristece por seus filhos não terem a mesma sorte que ele. “Várzea Grande está carente de espaços de lazer. E os que nós temos estão assim, na maioria abandonados. Não é só o Fiotão que está assim, vários ginásios e estádios estão sem condição de uso. A prefeitura não se importa em oferecer alternativas para a sociedade. Acha que só temos que trabalhar e pagar nossos impostos”, afirmou Rodrigo.

O secretário de Viação, Obras e Urbanismo de Várzea Grande, Luiz Celso Moraes de Oliveira, confirmou que, devido a uma readequação do projeto do Fiotão, houve atrasos na obra. Ele afirma que só uma reforma não caberia no projeto do antigo ginásio, isso porque as medidas oficiais do espaço mudaram para comportar modalidades como futsal, handebol e outros. Luiz Celso garantiu ainda que dentro de 20 dias a licitação será lançada.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




18:28 Senado aprova liberação do FEX, MT é o maior beneficiário
18:26 Mauro entrega reforma administrativa e mudanças no Fethab
18:26 TCE manda Silval, Edmilson e Marcel devolverem R$ 17 milhões
18:25 Mendes quer Gallo na Fazenda
18:25 Mauro admite escalonar salário em janeiro


18:05 Grêmio se acerta com Thiago Neves
18:05 Gustavo Gómez compara Palmeiras com as equipes do futebol europeu
18:04 Tricolor tenta um acerto com Caicedo
18:04 Dunga é sondado para comandar o Peixe
18:03 Receita cobra R$ 69 milhões de Neymar
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018