Sábado, 17 de agosto de 2019 Edição nº 9916 08/04/2001  










Anterior | Índice | Próxima

Governo esteve às voltas com preocupações distintas

Da Reportagem

Outras preocupações bem distintas da disputa política das elites foram alvo de discussão em Cuiabá nos últimos dias. O presidente Antônio Pedro de Alencastro respondeu ontem a ofício enviado no último dia 26 pela Assembléia Legislativa, que cobrava “medidas preventivas contra os anarquistas desta Província, que de novo pretendem levantar o seu hediondo cólo.

A resposta do presidente Alencastro foi clara: o governo não tem qualquer responsabilidade sobre a ação dos ‘arruaceiros’.

Segundo o documento, os deputados querem esclarecimentos do presidente da província com relação à ação de um grupo de negros na cidade. Em resposta, Alencastro afirmou “que este governo não tem coisa alguma relativamente a africanos”, acrescentando que uma discussão extraordinária sobre o assunto será feita desde que “as circunstâncias impressionantemente assim o exigirem”. O ofício, assinado pelo presidente, foi encaminhado ontem à Assembléia pelo secretário Joaquim de Almeida Falcão.

Fonte de pesquisa para esta matéria: Arquivo Público do Estado de Mato Grosso. (CP)



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:03 Juiz prevê "prisão em massa" de membros do MPE
17:02 Os eternos donos do poder
17:02 Digital influencer
17:02 O STF e o combate ao crime organizado
17:01


17:01 Sinais de alerta na economia
17:00 Exposição em Paris transforma inteligência verde da floresta em arte
16:59 Gustavo Mioto planeja novo DVD no local de seu 1º show no Nordeste
16:59 Dupla sertaneja Diego e Victor Hugo tenta se firmar com músicas românticas
16:58 Número de discos vendidos por João Gilberto é nebuloso e trava processo milionário
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018