Segunda feira, 19 de novembro de 2018 Edição nº 9916 08/04/2001  










Anterior | Índice | Próxima

Região do Cuiabá abriga mais de 10 mil índios Bororos

Da Reportagem

Há mais de 10 mil índios Bororos hoje, espalhados pela região do Cuiabá. Os que vivem longe, bem a ocidente do recém-fundado Arraial, são, dizem, muito amigáveis. Servem de guia aos homens brancos dentro da mata, trabalham nas fazendas da região e são aliados dos bandeirantes. Não é por outro motivo que os jesuítas espanhóis estão a fundar diversas missões religiosas nas aldeias daquelas regiões.

É, portanto, de outra estirpe os Bororos habitantes das margens do Coxipó e do Cuiabá. Tal como os outros, também são caçadores e coletores. Mas os daqui não aceitam sem uma boa briga ter o seu território invadido ou a sua liberdade cerceada. São, por natureza, muito mais afeitos à guerra do que ao acordo desvantajoso. Já se espalhou por toda a Capitania a notícia de que os Bororo Coxiponés são “nômades bravios e guerreiros indomáveis”. Por causa disso, já foram organizadas várias expedições na tentativa de exterminá-los. A do próprio Pascoal Moreira Cabral teria sido, a princípio, uma delas.

Para os Bororo Coxiponés, “inimigo” é todo aquele que queira lhe submeter a vontade ou que não queira se submeter a sua vontade. Para vencer uma guerra, eles são capazes de ficar durante dias a observar os passos do inimigo. Têm uma habilidade incomum para se mover dentro da mata. E para estudar o adversário sem serem vistos, pintam-se e se cobrem com folhas e galhos. É claro que eles também fazem acordos pacíficos com outras tribos, mas quase sempre com o objetivo de aumentar o seu poderio de guerra.

Apesar de não dar muita importância ao metal cobiçado pelos bandeirantes, os Bororos Coxiponés andam enfeitados com brincos de ouro. Sua cultura está baseada em cantos danças, caçadas e pescarias coletivas realizados, principalmente, por ocasião da morte de um membro da tribo. Assim, é através da guerra e da cultura que os Bororos Coxiponés vão resistindo e se afirmando como um povo diferenciado. Eles mesmos se autodenominam “boe”, termo que significa gente, pessoa humana.

Fontes: Instituto Sócio Ambiental (www.socioambiental.org.br); Gilberto Brizola – Historiador (OM)



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto

· Prezados Senhores; Meus antepassados mat  - Silvio Gonçalves de Amorim
· Acho que os brancos como dizem os indios  - luciane de almeida dos santos




20:28
20:28
20:08 Vasco fica no empate com o Americano
20:08 Fluminense empata em Moça Bonita
20:07 Índio garante a vitória do Santa Cruz contra o Dom Bosco


20:07 Mixto consegue o empate em Barra do Garças e pensa na partida contra o Juventude
20:07 Rossi vence GP do Japão de 500cc
20:06 Guga volta a falhar nos tie-breaks
20:06 Wewitt destrói o sonho dos brasileiros
20:05 Lado emocional dos jogadores do Santos preocupa Geninho
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018