Sexta feira, 29 de agosto de 2014 Edição nº 13871 17/04/2014  










GRANDE CUIABÁAnterior | Índice | Próxima

Registrados mais três assassinatos

Da Reportagem

Em pouco mais de seis horas, a Polícia registrou três assassinatos na Grande Cuiabá. As vítimas ainda não foram identificadas e possuem em comum o fato de terem sido executadas por envolvimento com o tráfico de entorpecentes. Desse total, foram dois homicídios em Cuiabá e um em Várzea Grande.

O último ocorreu, na Cidade Industrial onde um rapaz foi executado com um tiro no tórax quando fazia uso de entorpecentes próximo do Ginásio de Esportes do Fiotão, no centro da cidade. O crime ocorreu, ontem, por volta das 5 horas.

Testemunhas disseram que houve um desentendimento entre a vítima e outro usuário de drogas. O suspeito pegou um revólver e atirou uma única vez. Baleado no tórax, ele morreu no local. Um carro do Samu chegou a ser acionado, mas os socorristas constaram o óbito entrando em contato com policiais militares.

No inicio da manhã, familiares do jovem estiveram no Instituto de Medicina Legal para fazer o reconhecimento, mas como não levaram a documentação necessária, ficaram de voltar a tarde.

Aos técnicos em necropsia, explicaram que o rapaz era usuário de drogas e “já esperavam por isso”, pois a vítima já havia abandonado tudo por causa do entorpecente.

PEDRA 90

Um pouco antes, por volta das 4 horas, um homem ainda não identificado foi assassinado numa rua do bairro. Baleado na cabeça, ele morreu no local. Policiais que atenderam a ocorrência informaram que o crime seria um acerto de contas envolvendo entorpecentes. Ninguém foi preso pelo crime. Os policiais aguardam a identificação para dar seqüência às investigações.

VACA PRETA

Um jovem conhecido como “Vaca Preta” foi assassinado com um tiro na cabeça quando fazia uso de entorpecentes, na Rua Emanuel Pinheiro, no bairro Novo Paraíso II, em Cuiabá. O homicídio ocorreu, na terça-feira, por volta das 22h30, numa residência frequentada por usuários de drogas. Os policiais chegaram até o local após uma pessoa ouvir um tiro e acionar a PM. No entendimento dos PMs, trata-se de um acerto de contas envolvendo usuários de drogas. (AR)



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto

13:16 TCE-MT dá provimento a recurso de controlador interno
13:04 Empresa de eventos vence licitação para gestão do Balneário
12:51 FMF anuncia a criação do Departamento de Formação de Base
12:38 Mega-Sena e Timemania sorteiam juntas mais de R$ 50 mi em prêmios
12:25 TRE indefere representação do PSD que questionou acerto de contas


12:12 TCE quer laudos periciais de obras sob pena de multa diária de R$ 59 mil
11:59 Nico e Lau apresentam show “Bem na Foto” no Pantanal Shopping
11:46 Prefeitura inaugura creche no Paiaguás na próxima segunda-feira
11:33 Lúdio Cabral abre rodada de entrevistas com candidatos na Fiemt
11:20 Pleno nega provimento ordinário de servidores da Empaer
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2012