Terça feira, 22 de agosto de 2017 Edição nº 13790 09/01/2014  










DESAVENÇAAnterior | Índice | Próxima

Pedra atirada pelo pai mata filho

Da Reportagem

O chacareiro Jairo Fonseca Soares, de 34 anos, foi preso após confessar que matou o filho Luiz Carlos da Silva Soares, de 16, com uma pedrada, desferida após uma briga entre eles. Tudo aconteceu na Comunidade Recanto Tranqüilo, na região da Ponte de Ferro, em Cuiabá, na terça-feira, por volta das 16 horas.

Esta teria sido apenas mais uma desavença entre pai e filho. A pedrada causou traumatismo craniano, com pedra, de massa encefálica. O garoto chegou a ser levado até a UPA da Morada do Ouro, onde já chegou morto.

O chacareiro havia dito a policiais militares que, após uma briga entre ele e o filho, este saiu correndo e escorregou numa região de pedras da chácara. Acrescentou que pediu ajuda a um vizinho que levou o adolescente até a Unidade de Pronto Atendimento onde chegou cerca de três horas depois.

Policiais da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP)que atenderam a ocorrência acharam estranho o tombo do garoto e pediram para que o pai prestasse maiores esclarecimentos na Delegacia.

“O pai acabou confessando o crime. Disse que o filho vivia há cerca de 30 dias com ele na propriedade rural e as brigas eram constantes”, informou um policial da DHPP.

Minutos antes, o filho havia jogado pedras e pedaços de madeira no pai, que revidou. Chocado com a violência da pedrada desferida por ele mesmo, o chacareiro saiu correndo em busca de socorro.

Nesse ínterim, uma vizinha perguntou ao menino se ele tinha caído e fez sinal negativo com a cabeça. “Quis saber se era o pai que o tinha agredido e ele fez sinal positivo”.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:44 Selma pede avião de Silval
19:44 PMDB tenta unir oposição a Taques
19:44 Após delação, empresário promete devolver R$ 80 mil aos cofres públicos
19:44 Silval recebeu propina da obra da Arena
19:42 MP pede condenação de 30 anos para Alan Malouf


19:42 CNJ investiga pagamento para servidores do TJ
18:56 30 obras paradas em Cuiabá
18:55 Catracas do terminal do CPA III serão retiradas
18:55 Sem plano, municípios de MT podem perder recursos
18:55 Obras e serviços estão comprometidos na UFMT
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2015