Segunda feira, 14 de outubro de 2019 Edição nº 13220 26/01/2012  










HAITIAnterior | Índice | Próxima

Dilma discutirá imigração e diminuição de contingente

FLÁVIA VILLELA
Da Agência Brasil – Rio

O número crescente de imigrantes haitianos no Brasil será um dos temas da visita da presidenta Dilma Rousseff ao Haiti, programada para 1º de fevereiro, após uma passagem por Cuba, um dia antes. O ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, disse ontem durante um evento no Itamaraty, centro do Rio, que o assunto será discutido com o novo presidente do país caribenho, Michel Martelly, que assumiu o cargo em maio do ano passado.

“Esse tema [imigração], aliás, está muito bem equacionado com essa nova política de abertura a haitianos que queiram trabalhar aqui, de até 1.200 por ano, mas essa visita já estava na agenda, até mesmo pelo papel do Brasil na estabilização e reconstrução do Haiti, depois do novo terremoto, além de contatos políticos com o novo presidente e seu novo gabinete”.

O Haiti foi devastado, em 12 de janeiro de 2010, por um terremoto que deixou cerca de 200 mil mortos, além de destruir prédios e ruas inteiras. O Brasil é responsável pela Missão das Nações Unidas para a Estabilização no Haiti (Minustah) e patrocina projetos de infraestrutura naquele país, onde cerca de 500 mil pessoas ainda vivem em tendas improvisadas dois anos após o terremoto.

Outro tema da agenda será a diminuição do contingente militar brasileiro no Haiti para que o Brasil concentre sua ações em infraestrutura e desenvolvimento econômico, como construção de uma hidrelétrica, de escolas e hospitais.

De acordo com dados do governo, cerca de 4 mil haitianos vivem hoje no Brasil, a maioria, nas cidades de Brasileia, no Acre, e Tabatinga, no Amazonas, em abrigos provisórios.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




16:35 Indústria alimentícia corre atrás do público que prefere comida orgânica
16:27 Riva diz ter pago R$ 175 mi para parlamentares
16:26 Habemus Autoridade Nacional de Proteção de Dados
16:25 O amor constrói
16:24 Solução estrutural


16:24 Lei de abuso de autoridade é ato de abuso de poder parlamentar
16:23 Chico Buarque lança primeiro romance após o Prêmio Camões
16:23
16:22 Terror nacional, Morto não fala mostra Daniel de Oliveira ouvindo lamento de cadáveres
16:21 A vida invisível disputa Oscar com 92 filmes
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018