Segunda feira, 18 de novembro de 2019 Edição nº 13094 24/08/2011  










TANGARÁ DA SERRAAnterior | Índice | Próxima

Comissão pede cassação de 6 políticos

Prefeito e vice afastados, além de mais quatro vereadores, estão no relatório da comissão processante com pedidos para cassar os mandatos


Comissão Processante pediu a cassação do prefeito afastado, Júlio Cesar Ladeia
FERNANDO DUARTE
Da Reportagem

A Comissão Processante (CP) em Tangará da Serra propôs a cassação do prefeito, vice e quatro vereadores do município por envolvimento em irregularidades na saúde, promovidas pela Oscip Idheas. Hoje, a partir das 8h, será iniciada a leitura do processo para os dez vereadores definirem seus votos.

A presidente da CP, vereadora Geane Rodrigues (PMDB), afirmou que a comissão apontou todos os indícios já apresentados nas denúncias do Ministério Público, da Polícia Federal e da Comissão Especial de Investigação (CEI), responsável por sugerir a criação da CP.

Estão sendo investigados os prefeito e vice afastados, Júlio César Ladeia (PR) e José Jaconias da Silva (PT) e os vereadores Celso Ferreira (DEM), Haroldo Lima (DEM), Genilson Kezomae (PR) e Paulo Porfírio (PR), ex-secretário de Obras do governo do prefeito republicano.

“Foram analisadas mais de 15 mil páginas, incluindo os argumentos das defesas dos acusados, para o apontamento de que há indícios para a cassação”.

Geane afirmou que será uma sessão única para a definição do futuro dos políticos. Assim, ou serão lidas as mais de quatro mil páginas que foram o relatório final ou a defesa dos acusados entram em consenso (omitindo a leitura) e vão diretamente para as considerações finais. A CP trabalhou em quase 70 dias para produzir o relatório.

Caso a cassação seja confirmada, eles também deverão ficar inelegíveis para as próximas eleições, de acordo com Geane. As acusações contra Ladeia é de não ter feito licitação para a escolha da Oscip para gerir determinados setores da saúde, além de não ter agido para coibir os atos.

Contra Jaconias, a falta de atitude para encerrar o contrato feito na gestão Ladeia. Jaconias assumiu a prefeitura após o prefeito ter sido internado devido a um acidente automobilístico.

Atualmente, governa o município o presidente da Câmara, Miguel Romanhuk (DEM), que afirma concluir as obras iniciadas ou não realizadas no período Ladeia.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




18:15 Estado adia para 2020 decisão sobre VLT
18:15 BOA DISSONANTE
18:14 A vitória da Bandeira Nacional
18:14 Costumes cuiabanos I
18:13 Mais pragmatismo, menos ideologia


18:13 Renovar é preciso
18:13 Rotatória do círculo militar
18:12 As five: spin-off de Malhação: viva a diferença vai acompanhar chegada da Geração Z à vida adulta
18:12
18:11 Novo livro de Bela Gil tem receitas até com casca de banana
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018