Terça feira, 17 de setembro de 2019 Edição nº 13072 29/07/2011  










SÃO PAULOAnterior | Índice | Próxima

Carlinhos Paraíba pede mais atenção

Meia diz que sofrer três gols do Coritiba tirou a alegria da vitória e alerta que sistema defensivo precisa estar mais atento em campo


Piris se apresenta afirmando que está pronto para jogar e prometendo dedicação na busca do título
Da Redação

A alegria demonstrada por todos os jogadores do São Paulo no momento em que Lucas marcou o quarto gol, que dava uma vitória parcial por 4 a 0 sobre o Coritiba, virou tensão com os quatro gols dos anfitriões no Couto Pereira. Autor do primeiro gol da noite dessa quarta-feira, Carlinhos Paraíba admite que a sensação mudou.

"Até tirou um pouco da nossa felicidade, porque estávamos jogando bem, uma goleada tranquila", comentou o meio-campista, que terminou a partida como lateral esquerdo, já que o titular Juan foi sacado por já ter cartão amarelo, e teve ainda mais trabalho com a improvisação quando o volante Denilson e os dois times ficaram com dez em campo.

"Sabíamos que o Coritiba ia crescer no jogo mesmo com um a menos e das dificuldades que encontraríamos. Faltou inteligência de quem estava jogando para fechar mais o meio, a partida estava quase garantida. O grupo precisa se fechar e conversar mais", indicou o camisa 20.

Carlinhos Paraíba concorda com o capitão Rogério Ceni, que deixou o campo reclamando dos problemas que a equipe tem mostrado para definir a vitória - o mesmo ocorreu no sábado, no empate por 2 a 2 com o Atlético-GO no Morumbi. "Mais para frente, temos que prestar atenção e priorizar a necessidade de se liquidar logo o jogo", prometeu Carlinhos.

O meio-campista só não concorda com quem considerou o confronto dessa quarta-feira fácil, e que o Tricolor o dificultou por incompetência. "O jogo não estava fácil. O Coritiba é forte e foi melhor do que nós no segundo tempo. Mas o que importa é a vitória", sentenciou.

NOVO REFORÇO - O lateral-direito paraguaio Ivan Piris foi apresentado na tarde de ontem no São Paulo e esbanjou vontade e falta de modéstia ao falar com a imprensa e dizer que é um dos melhores marcadores da América do Sul.

“Acho que sou um dos melhores [marcadores da América do Sul]. Estou em um bom caminho, trabalho dia a dia para poder realizar isso”, falou o jogador.

Piris chamou a atenção logo antes de se dirigir para a sala de imprensa, quando disparou um “boa tarde” em bom português para os jornalistas. Depois, ele disse que tentaria falar na mesma língua do Brasil. Na hora de tirar fotos, ele segurou a camisa do São Paulo como se estivesse comemorando um gol, com muita vontade.

“Sou jogador muito divertido, com um ânimo muito bom, tenho essa característica, além de muita vontade. Estou muito contente por estar aqui no São Paulo”.

O lateral paraguaio, de 22 anos, se disse pronto para fazer a sua estreia já na partida contra o Vasco (às 16h deste domingo, no Morumbi, com acompanhamento lance a lance do Placar UOL Esporte), mas depende de ser regularizado na CBF e da vontade do técnico Adilson Batista de escalá-lo.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




18:02 BOA DISSONANTE
18:01 Taques se preocupa com contas na AL
18:00 o Senado Federal e a ditadura do STF
18:00 Deputado é cidadão! Até que ponto?
17:59 O secretário e a arena


17:57
17:57 Resistência à CPMF
17:56 A história secreta de uma indústria pop
17:56 Com novo livro, Pondé diz que modernidade é como adolescente que julga mãe
17:55 O nome dela é Gal
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018