Quarta feira, 18 de janeiro de 2017 Edição nº 12920 26/01/2011  










BELITA COSTA MARQUESAnterior | Índice | Próxima

Residencial entregue até dia 15

RENÊ DIÓZ
Da Reportagem

No mesmo dia em que anunciou a construção de 44 mil casas populares em Mato Grosso até 2014, ontem o governo estadual finalmente informou um prazo para os que aguardam há mais de quinze meses por uma das 488 casas – prontas para morar - ao léu no Residencial Belita Costa Marques, na avenida das Torres, em Cuiabá. A Superintendência de Habitação da Secretaria de Cidades (Secid) estipulou para, a partir de 15 de fevereiro, a entrega das moradias.

As obras do residencial se encerraram em setembro de 2009. As casas têm valor unitário estimado em R$ 35 mil (sala, cozinha, banheiro e dois quartos) e desde o término das obras estão sem moradores porque o Estado não conseguia montar uma rede adequada de esgoto para atender a área. Por mais de uma vez o governo estipulou prazos que não foram cumpridos e já chegou também a responder à população que não tinha data para entregar as casas, que, ao relento, também sofrem com a depredação.

O problema ocorrido foi a falta de previsão do sistema de esgoto necessário durante as obras de tamanho residencial. Quando a construção foi concluída, o governo deparou-se com o fato de que as lagoas da ETE Tijucal não suportariam a vazão de esgoto do Belita Costa Marques e de outro residencial na mesma região, o Avelino Lima Barros, com 500 casas finalizadas na mesma época e igualmente sem moradores até hoje. Por isso, a então Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra) teve de se comprometer junto à Sanecap e ao Ministério Público a construir um reator anaeróbio, sistema de decomposição de matéria orgânica, para que a Estação de Tratamento do Tijucal suportasse o esgoto oriundo dos residenciais.

De acordo com o superintendente de Habitação da Secretaria de Cidades (que assumiu parte das funções da Sinfra após o desmembramento da pasta), Térsio de Almeida, o reator já está pronto. Entretanto, o governo esbarrou num outro problema ao procurar a Caixa para tratar da entrega do Residencial, sendo informado de que os cadastros dos moradores beneficiados estão vencidos. De acordo com a Secid, o banco se comprometeu a fazer nova análise dos documentos até 15 de fevereiro. Daí, o governo poderia começar a entrega das chaves.

CASAS - Paralelamente, ontem o titular da Secid, Nico Baracat, prometeu investir R$ 720 milhões, parceria com o governo federal, na construção de 44 mil moradias. O secretário, entretanto limitou-se a divulgar os números, pois a demanda habitacional ainda será tratada junto aos municípios de Cuiabá e Várzea Grande, tendo em vista também a retirada de famílias de áreas de risco.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto

· divido  - joaci
· Me preocupa muito se a burocracia que se  - Denis jr
· Mesmo não tendo água, nós deveriamos dar  - adriel
· o prazo e ate dia 15/02/2011,vamos ver q  - Eliane Pereira Barbosa
· ja estamos cansados de humilhacoes porq   - leandro
· Será que desta vez vai...meus sinceros a  - KEILA
· so acho uma falta de compromisso com os   - cleiton




20:40 Marcel continua hospitalizado
20:39 Janete Riva tem bens sequestrados
20:38 PSD quer ter mais participação
20:37 MPE investiga verba indenizatória
20:35 Governo vai rever projeção ao PIB


20:29 Moody's prevê expansão de 0,9% em 2017 e 1,5% em 2018
20:28 Copom deixa espaço para novos cortes
20:27 Infestações aumentam custo no campo
20:27 Varejo estadual acumulará perdas, prevê Fecomércio/MT
20:26 Acrimat pede ao Estado o retorno dos 7%
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2015