Domingo, 26 de outubro de 2014 Edição nº 12910 14/01/2011  










NÍVEL SUPERIORAnterior | Índice | Próxima

Apenas UFMT atinge conceito máximo

Resultado do Enade de 2009, divulgado ontem, reforça maior qualidade em faculdades públicas do Estado em detrimento aos cursos de escolas privadas

CAROLINA HOLLAND
Da Reportagem

A Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) foi a única instituição de ensino superior do Estado que conseguiu tirar nota máxima no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) de 2009. Os cursos de Administração e Direito conseguiram conceito 5 na avaliação anual do Ministério da Educação. Entre cursos que tiraram nota 1 no Enade, todos são de faculdades e centros universitários particulares.

Dez cursos de graduação de Mato Grosso conseguiram notas 4 e 5 no Enade, sendo que apenas dois deles são de instituições privadas de ensino. Em todo o país, foram avaliados graduações de administração, arquivologia, biblioteconomia, ciências contábeis, economia, comunicação social, design, direito, estatística, música, psicologia, relações internacionais, secretariado executivo, teatro e turismo e cursos superiores de tecnologia em design de moda, gastronomia, gestão de recursos humanos, gestão de turismo, gestão financeira, marketing e processos gerenciais.

Apesar de ter conseguido nota máxima em dois dos 13 cursos de graduação avaliados, a UFMT teve três cursos com nota 2 na avaliação: o de Comunicação Social com Habilitação em Radialismo e o de Música. Para o vice-reitor da UFMT, Francisco Souto, a nota desses cursos não é surpresa devido a dificuldades nas graduações.

“O curso de Radialismo teve alguns problemas estruturais. Essas dificuldades devem ser superadas no próximo Enade”, disse. Quanto ao curso de Música, Souto disse que um dos fatores foi a mudança na grade curricular. “Mas o curso também tem outros problemas, como a dificuldade em fechar turmas, o número é sempre muito reduzido”, afirmou.

Quanto às boas notas nos outros cursos, Souto disse que o resultado do curso de Direito no Enade já era esperado e destacou o “salto de qualidade” da graduação de Administração. “É importante frisar também que o curso inclui turmas de ensino à distância, o que mostra que não apenas o ensino presencial tem qualidade”, frisou.

A Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) não teve nenhum curso com nota máxima, mas três graduações obtiveram nota 4 na avaliação: Administração e Ciências Contábeis, no campus de Sinop, e Direito em Cáceres. Já os cursos de Ciências Econômicas (Sinop), Contábeis (Sapezal) e Turismo (Nova Xavantina) foram os que tiveram pior desempenho na avaliação, com nota 2.

A reportagem não conseguiu falar com representantes da UNIC, Unirondon e Univag, instituições privadas de ensino superior que tiveram cursos com nota 1 na avaliação (ver quadro).



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto

· qual o intertece em não divulgar o quadr  - gilson gomes de oliveira
· Poderiam me conseguir as ultimas notas   - Edson
· e o quadro?  - karina
· Ora, o nosso novo Governador e os deputa  - Silvio da Baixada
· Porquê que filho de rico, estuda a vida   - joão marcelo
· HUMMMMM UFMT?? acho que tem que ver quem  - RENATA
· ISSSO TUDO É DINHEIRO ROLANDO NOS BOLSOS  - MOISES
· O ensino superior esta aquem do desejado  - ROBERTO ARRUDA
· Cadê o quadro???  - Luiz Gustavo

14:29 ERRAMOS
14:28 Taques receberá governo com R$ 600 mi
14:28 BOA DISSONANTE
14:27 Farsa
14:27 Um xeque-mate anunciado


14:27 Trocando Voto por Vantagens
14:26 Vote por Mato Grosso
14:26 De mão
14:25
14:24 Elroy e seu realismo feroz
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2012