Quarta feira, 22 de outubro de 2014 Edição nº 12834 08/10/2010  










COMÉRCIO/BANCÁRIOSAnterior | Índice | Próxima

Perdas com greve chegam a 20%

MARCONDES MACIEL
Da Reportagem

A greve dos bancários, que entra hoje no seu 10º dia, pode ter gerado perdas de até 20% em praticamente todos os segmentos do comércio, na Grande Cuiabá. O interior do Estado também está sendo atingido pelo movimento e os empresários já reclamam do aumento da inadimplência dos consumidores por conta da paralisação das agências.

Segundo os lojistas, muitos clientes deixaram de quitar seus pagamentos e estão com as prestações atrasadas. Os crediários registram queda de faturamento e as compras à vista, em espécie, também estão prejudicadas.

O presidente do Sindicato do Comércio de Tecidos, Confecções e Armarinhos da Grande Cuiabá, Roberto Peron, diz que a greve pode comprometer a meta de crescimento das vendas para o Dia da Criança, comemorado na próxima terça-feira, dia 12. “A nossa previsão inicial era de incremento de 8%, mas com a greve esta projeção poderá não se confirmar”, disse ele.

Segundo Peron, muita gente está querendo sacar dinheiro nas agências e não está conseguindo. “Para muitos, os limites de saques nos caixas eletrônicos já estão ultrapassados e, com isso, perdemos vendas e o consumidor ainda atrasa o pagamento das compras feitas via crediário”.

Ele diz que os prejuízos para o comércio “são incalculáveis” principalmente em relação aos recebíveis. “As empresas que depositaram cheques de clientes estão tendo problemas com documentos devolvidos, uma vez que estão impossibilitadas de resgatar o cheque. As operações de saque também estão prejudicadas por causa dos limites de saques diários e também para depósitos em cheque, que não podem passar de R$ 10 mil”.

Hermes Martins, vice-presidente da Federação do Comércio, Bens e Serviços de Mato Grosso (Fecomércio), diz que a paralisação dos bancários afeta não apenas o comércio e os prestadores de serviços, mas toda a população.

“A greve gera perda de vendas que não podemos recuperar no dia seguinte”, afirma Martins. O fator que está minimizando os efeitos da paralisação, segundo ele, é a possibilidade de pagamento de boletos nas lotéricas, correios, via internet e cooperativas de crédito.

O vice-presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Cuiabá (CDL) e presidente da Câmara Tributária da Federação do Comércio, Bens e Serviços do Estado (Fecomércio), Paulo Gasparoto, diz que o sistema financeiro é o maior prestador de serviços às empresas e ao consumidor. “O impacto da greve dos bancários nos últimos dias já repercutiu porque muitos pagamentos não estão sendo efetuados devido à impossibilidade de saque para muitos consumidores”.

Segundo ele, o comércio do centro está sendo muito prejudicado, pois grande parte das lojas depende do sistema bancário. “Com a greve, temos uma menor circulação de pessoas nas ruas e o movimento consequentemente acaba caindo”. Gasparoto conta que muitos consumidores que dependem dos bancos para fazer algum tipo de saque extra no caixa eletrônico acabam ficando sem comprar.

PERFIL - De acordo com levantamento, entre 20% e 25% dos consumidores da Grande Cuiabá efetuam pagamento em dinheiro. “São pessoas que não possuem cartão ou conta bancária e tem de usar a moeda para fazer suas transações”, lembra o vice-presidente da CDL.

Na avaliação de Gasparoto, a greve dos bancários acaba afugentando os consumidores das lojas. “Sem dinheiro esses consumidores praticamente não saem às ruas, daí o pequeno movimento que estamos verificando nas lojas. Todo o segmento de varejo está prejudicado, desde calçados, vestuário e confecções, até eletrodomésticos”, observa.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto

23:30 Goiás marca no fim e bate pernambucanos
23:11 Fluminense vence no minuto final
23:11 São Paulo empata em Chapecó
23:05 Direto de Brasilia
22:57 Corinthians derrota time do Vitória


22:30 Botafogo é derrotado pelo Coritiba e segue complica
22:30 Atlético-PR afunda o Criciúma
22:29 Gabriel brilha e Flamengo derrota o Inter no Maracanã
22:29 Grêmio sofre, mas vence o Figueirense e encosta no G4
22:29 Palmeiras assusta o líder Cruzeiro
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2012