Terça feira, 02 de setembro de 2014 Edição nº 9845 24/01/2001  










ESTRADASAnterior | Índice | Próxima

Acidente perto de Rondonópolis deixa três mortos e 45 feridos

Ônibus da empresa Nova Integração bateu em carreta, capotou e foi parar fora da estrada


Ônibus da empresa Nova Integração bateu em carreta, capotou e foi parar fora da estrada
ALBERTO DINI
Da Sucursal de Rondonópolis

Um acidente envolvendo um ônibus da empresa Nova Integração e um caminhão, ontem pela manhã no Sul do Estado, deixou três mortos e 45 feridos. A colisão aconteceu na rodovia BR-163, a 60 quilômetros de Rondonópolis, na estrada que liga Mato Grosso a Mato Grosso do Sul. Até ontem à noite, 15 pessoas permaneciam internadas na Santa Casa da cidade - quatro delas em estado grave.

No acidente morreram o motorista Sérgio Teixeira dos Santos, de Campo Grande, e os passageiros José Roberto Quirino Lima e Lúcia Costa Carvalho. O ônibus saiu de Cascavel, no interior do Paraná, e ia em direção a Alta Floresta. O motorista do caminhão nada sofreu.

Segundo informações dos sobreviventes, o acidente aconteceu sem motivo aparente, em uma reta. Acredita-se que o motorista tenha dormido ao volante, o que só poderá se confirmar após a perícia técnica. Os feridos contaram que o ônibus bateu na lateral do caminhão, saiu da pista, rodopiou três vezes e parou com as rodas para cima.

Segundo o inspetor Wagner Magalhães, da Polícia Rodoviária Federal, ainda não é possível atribuir a culpa pelo acidente ao motorista. “Existem apenas suspeitas de que ele tenha dormido”, disse o inspetor, ontem à tarde.

Pelo menos uma irregularidade a empresa cometeu. Com capacidade para transportar 45 passageiros, o ônibus carregava 48. Três estariam viajando em pé, o que contraria determinação do novo Código de Trânsito Brasileiro.

O advogado da Nova Integração, Dirceu Santiago de Oliveira, passou o dia inteiro na Santa Casa, dando assistência aos feridos e providenciando a transferência dos corpos dos mortos para as cidades de origem.

“As famílias podem ficar despreocupadas, porque vamos dar toda a assistência”, disse o advogado. “A empresa vai se responsabilizar por tudo”.

No momento do acidente, o ônibus já deveria estar em Rondonópolis. É que ainda em Campo Grande, o veículo onde os passageiros estavam apresentou problemas e precisou ser trocado, o que atrasou a viagem em alguns minutos.

Durante todo o dia, foi grande a movimentação na Santa Casa, o hospital com o melhor pronto-atendimento da cidade. Parentes preocupados entravam na unidade a todo momento. Muitos dos feridos apresentavam fratura.

CAMINHÃO E CORSA - Esse é o segundo acidente grave em uma rodovia federal em Mato Grosso em pouco mais de um mês. No dia 19 de dezembro, uma família inteira morreu na colisão entre um Corsa e um caminhão graneleiro, na BR-364, próximo à Jangada.

No acidente morreram o motorista Juvenal Cândido, de 55 anos, sua mulher Cleonice Cândido, os filhos Janaína e Jackson, além da sogra de Juvenal, Aneide Marinho dos Santos. A família morava em Dourados (MS), município a 200 quilômetros de Campo Grande, e iria passar as festas de fim de ano em Tangará da Serra.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto

22:13 Direto de Brasilia
21:57 BMW condenada a pagar R$ 383 mil
21:57 Performer já fez 10 procedimentos na Bolívia
21:57 MP investiga morte de mato-grossense
21:53 Irmãos que assaltavam bancos possuíam um arsenal de armas


21:53 Cuiabá adia 2ª etapa de vacinação
21:53 Assaltante foi condenado a 13 anos
21:52 Chuva ameniza fogo na Serra Azul
21:52 BR-163 terá serviço de resgate
21:52 Chuva, estragos e susto
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2012