Terça feira, 17 de setembro de 2019 Edição nº 12800 29/08/2010  










RUMO AO ‘ESTRELATO’Anterior | Índice | Próxima

Golpista do NE tenta engrupir artistas

Candidatos locais a pseudo-vaga em emissora de TV pagam inscrição a suposto produtor e descobrem que seriam usados em filme pornográfico


Hamilton montou escritório em Cuiabá. Garota disse que embarcou para Salvador e lá, viu que era golpe
ADILSON ROSA
Da Reportagem

Um famoso golpista da região Nordeste também aportou em Cuiabá fazendo dezenas de vítimas. Duas delas registraram queixa contra Hamilton Rodrigo Araújo Freire de Andrade, que no Estado usava o pseudônimo de Lucas Nery. Ele se passava por produtor cultural. Uma das vítimas chegou a viajar para Salvador (BA) a fim de fazer um ensaio para uma peça teatral, na qual ganharia uma bolsa de R$ 560 mensais. Ao chegar em um hotel da capital baiana, o palco do ensaio, a vítima descobriu que deveria fazer cenas de sexo.

Outros “aprovados”, que deveriam embarcar nos dias seguintes, desistiram ao descobrir que tinham sido enganados. Todos que participaram do teste tiveram que pagar uma taxa cujo valor não revelaram.

Com inquéritos de estelionato em vários estados brasileiros, Hamilton chegou a fazer testes com jovens atores para atuar em novelas da rede Record. Ele alegava que a emissora teria uma parceria com sua empresa, a Comunik do Brasil, com sede em Fortaleza (CE).

Em Cuiabá, ele chegou a montar um escritório num hotel no bairro Lixeira, onde ao menos 15 jovens fizeram teste para atores e foram aprovados. Eles “ganharam” uma bolsa mensal para participar de peças teatrais em capitais do Nordeste e, posteriormente, em novelas da Rede Record.

No dia 1º de agosto, o golpista viajou para Salvador e deixou as passagens aéreas para os aprovados seguirem para a capital baiana dias depois. “Ele (Hamilton) chegou a me recepcionar no aeroporto. Fomos para o hotel. Na hora do ensaio, desconfiei porque não era nada daquilo que foi combinado”, relatou uma jovem atriz a policiais da Central de Flagrantes e de Ocorrências.

O amigo da atriz que a acompanhou na delegacia suspeita de que eles seriam usados em filmes pornôs – disfarçados de ensaio. Diante da indefinição, o estelionatário torcia para que as vítimas retornassem para Cuiabá. Com isso, iria editar os ensaios e transformá-los em filmes. “Os demais aprovados só não caíram no golpe porque a jovem foi na frente e acabou descobrindo tudo”, observou um policial.

Os jovens atores se assustaram ao procurar o nome do falsário na internet e descobriram que ele aplicou golpes semelhantes em várias capitais. A ocorrência será encaminhada para a Delegacia do Complexo do Verdão, mas os policiais acreditam que dificilmente conseguirão localizar o golpista.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto

· Precisamo dar um basta e colocar esse ra  - Jesus Ximenes
· Olá, adorei a reportagem sobre esse SOCI  - Roberta




18:02 BOA DISSONANTE
18:01 Taques se preocupa com contas na AL
18:00 o Senado Federal e a ditadura do STF
18:00 Deputado é cidadão! Até que ponto?
17:59 O secretário e a arena


17:57
17:57 Resistência à CPMF
17:56 A história secreta de uma indústria pop
17:56 Com novo livro, Pondé diz que modernidade é como adolescente que julga mãe
17:55 O nome dela é Gal
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018