Sábado, 20 de abril de 2019 Edição nº 12446 23/06/2009  










Anterior | Índice | Próxima

Acrimat não aceita rótulo da ilegalidade

Da Redação

O anúncio da "moratória da carne" vindo agora do Marfrig trouxe impacto ontem ao setor produtivo de Mato Grosso. “A Associação dos Criadores de Mato Grosso apoia toda e qualquer ação de combate ao desmatamento ilegal, não só da Amazônia, como de todo território brasileiro. Porém, não vamos aceitar que o produtor, que cumpre a lei ambiental, seja discriminado”, frisa o presidente da Acrimat, Mário Candia. Ele disse ainda, que devem ser identificados os produtores que criam gado em áreas desmatadas ilegalmente e divulgado para não causar injustiça com aqueles que estão dentro da lei, “e vamos acompanhar todo esse processo de perto para orientar os pecuaristas”.

O Marfrig, um dos maiores frigoríficos do país, possuiu duas unidades de abate bovino em Mato Grosso, uma no município de Paranatinga, com capacidade de abate diário de 2 mil cabeças e outra em Tangará de Serra com 1,8 mil.

“O impacto psicológico no mercado é grande neste primeiro momento e acaba pressionando o mercado, levando a uma retração, até porque ninguém sabe ao certo como agir, pois, temem comprar o gado criado na Amazônia. As regras precisam ser mais bem definidas, identificando os responsáveis pelo desmatamento ilegal, pois não se pode taxar todos os produtores de foras-da-lei”, avaliou o superintendente da Acrimat, Luciano Vacari.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




20:14 A reforma da Previdência
20:13 Benefícios fiscais: concessão e requisitos
20:11 Quadro de instabilidade
20:10
20:06 Miss Brasil pode não ser realizado em 2020 por falta de acordo entre Polishop e Band


20:06 Segunda temporada da série de comédia "Samantha!", com Emanuelle Araújo, chega hoje à Netflix
20:05 Maisa estreia talk show inspirada em Hebe
20:05 Programa Mais Você estreia nova competição culinária com amadores copiando chefs famosos
20:04 Tributo ao Rei: Nando Reis lança disco que recupera músicas menos conhecidas de Roberto Carlos
20:03 Ministro chama de mordaça censura a sites
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018