Sábado, 15 de junho de 2019 Edição nº 12081 05/04/2008  










ICE COLAAnterior | Índice | Próxima

Marajá lança no País

Refrigerante recém-lançado ganhará novas versões de embalagens e sabores este ano. R$ 300 mil investidos

PEDRO ALVES/DC
Presidente do Refrigerantes Marajá, Cláudio Bruehmüller, comemora resultado do Ice Cola
MARCONDES MACIEL
Da Reportagem

Em pouco mais de um mês de venda do seu novo produto, o refrigerante Ice Cola, a Refrigerantes Marajá anuncia o lançamento da linha em nível nacional ainda neste ano. “Já estamos preparando o lançamento do Ice Cola em todo o país”, diz o empresário Cláudio Bruehmüller, presidente da Marajá, adiantando já estar negociando com fabricantes de outros estados a produção do novo refrigerante com o mesmo padrão de qualidade. “A nossa previsão é de que ainda em 2008 tenhamos pelo menos 10 indústrias franqueadas e, num período de três anos, a nossa marca esteja em todo o Brasil”.

Juntamente com a Ice Cola, serão lançadas novas embalagens do produto – que hoje está sendo vendido em embalagens de 2 litros (pet) e 290 ml (lata) -, além de um novo mix de sabores, como o Ice Limão e o Ice Zero.

Lançado no dia 28 de fevereiro em Mato Grosso, com investimentos de R$ 300 mil, o Ice Cola já caiu no gosto dos consumidores mato-grossenses. Restaurantes, bares, hotéis, supermercados, shoppings e demais pontos de venda do comércio varejista de Cuiabá já estão disponibilizando o novo refrigerante.

Bruehmüller avalia como “bastante positiva” a aceitação do novo produto pelos consumidores locais. “É uma nova fórmula, um novo produto, onde o concentrado é importado dos Estados Unidos. É um dos melhores concentrados disponíveis no mercado”, conta Bruehmmüller, revelando já ter fechado contrato de exclusividade com um fornecedor norte-americano por tempo indeterminado.

Ele informou também ter encomendado uma pesquisa de satisfação junto aos consumidores cuiabanos, para verificar o nível de satisfação com o novo sabor. “A pesquisa mostrou que 65% das pessoas entrevistadas já conhecem o produto e tiveram contato com a marca. Acreditamos que o novo refrigerante será um sucesso”.

Em pouco mais de 30 dias de comercialização, a Marajá já constata um crescimento de vendas acima de 100% no mês de março, em relação a fevereiro, na linha de refrigerantes cola.

“A meta é aumentar nossa participação no market share – mercado de refrigerantes da região - com o sabor cola. Atualmente, temos apenas 8% do mercado neste segmento e, com a chegada do Ice Cola, esperamos elevar esta participação para 20% em um período de 12 meses”, aposta o executivo.

MIX – Para este ano a Marajá prepara o lançamento de uma nova linha de produtos, com o sabor mate - versões 284 ml e 350 ml – ainda no primeiro semestre. A Marajá desenvolveu também uma linha de exportação que apresenta sabores exóticos. Nesses produtos, a base - feita de guaraná - é combinada a diversas frutas, dando origem a sabores originais como o Guaraná Açaí. “Com este produto diferenciado, esperamos conquistar um novo perfil de consumidores”, diz o presidente da empresa, Cláudio Bruehmüller.

INVESTIMENTOS – Com crescimento de 8% em 2007 e faturamento próximo de R$ 40 milhões no ano, a Refrigerantes Marajá confirma investimentos de R$ 24 milhões fora de Mato Grosso nos próximos três anos. Nesse prazo a indústria pretende montar mais duas plantas, sendo a primeira em Campo Grande (MS) e, a outra, em Porto Velho (RO). Ambas terão capacidade para produzir 25 mil litros de refrigerantes por hora e previsão de gerar 150 empregos diretos.

De acordo com o executivo da empresa, a implantação das duas novas fábricas faz parte do plano de expansão e da estratégia da empresa em fortalecer a sua presença no Centro-Oeste.

O carro-chefe da linha de produtos da Marajá continua sendo o refrigerante pet 2 litros, que concentra 70% das vendas. O sabor mais vendido é o guaraná, com 35% da preferência dos consumidores, seguido do refrigerante cola (25%) e, laranja, 13%.

De acordo com Bruehmüller, a Marajá detém atualmente 20% do mercado de refrigerantes em Mato Grosso. Com novos investimentos a serem realizados pela empresa, ele espera ficar com uma fatia de 33% deste mercado nos próximos dez anos.

Para 2008, a meta da empresa é crescer 22% em faturamento, que poderá ficar próximo de R$ 50 milhões.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto

· atualmente sou distribuidor ice cola em   - LUIZ MAGNO
· Estive degustando o ice cola no mercado   - Marisa Parra
· Realmente esta de parabens aos Refrigera  - Bruno Luiz
· A refrigerantes marajá esta de parabens   - delcimar
· A refrigerantes marajá esta de parabens   - delcimar
· eu niunca esoperimentei mas quando esper  - patricia de araujo maciel
· eu vou experimentar esse sabor la no dep  - eva de araujo frança
· EEEEE.TÁ ICE COLA GOSTOSO.SAIA DAI E TOM  - arthur
· Parabéns ao refrigerante Marajá. Realmen  - Douglas




06:12 Alento na segurança
06:11
06:10 Bandidos na TV conta o caso do apresentador acusado de encomendar mortes por audiência
06:09 Do cinema para os palcos: Loucos de Amor estreia neste final de semana
06:05 Lula põe em dúvida facada em Bolsonaro


06:04 Morre aos 76 anos o jornalista Clóvis Rossi
06:03 Maia diz que governo é usina de crises
06:00 Após cortes, Copa América começa com problemas
06:00 Toronto Raptors conquista NBA pela 1ª vez
05:59 Messi vira pavão e tenta título inédito
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018