Domingo, 15 de setembro de 2019 Edição nº 9792 26/11/2000  










Anterior | Índice | Próxima

Conceito varia conforme o tempo

Da Reportagem

Em países como Inglaterra e Estados Unidos, a procura pela cirurgia começou na década de 50. O rejuvenescimento facial era a mais procurada, segundo o especialista Fernando Arruda, professor e coordenador do setor de Cirurgia Plástica do Hospital Universitário Júlio Müller

Mas para cada região havia um conceito de beleza, considerando questões políticas e religiosas. No Brasil, as mulheres de quadris largos eram consideradas mais bonitas. Nos países árabes, o nariz grande representava masculinidade, eram relacionados a potência e ao tamanho do membro sexual.

Na África, por exemplo, as mulheres competiam em comprimento dos seios. Era considerada bonita, mais feminina e boa mãe aquela que conseguia amamentar o filho que habitualmente carregavam nas costas jogando os seios sobre os ombros.

Na década de 60 os conceitos de beleza foram universalizados. A beleza feminina passaria a ser seios rígidos, corpo esguio com músculos trabalhados e definidos pela ginástica e cirurgia plástica, nariz afilado e uma face com as marcas da idade menos aparentes ou mais suaves. Os homens também se sentiram cobrados na medida que perdiam espaço para os mais jovens.

No Brasil, nos últimos 20 anos as pessoas passaram a se preocupar mais com a beleza corporal e cutânea. Mas a plástica começou, e continua sendo, conforme Arruda, uma cobrança do mercado de trabalho.

Profissionais com mais idade perceberam que para disputar uma vaga precisavam se mostrar mais jovens. Também, a juventude parece significar mais poder no meio político.

LEIA TAMBÉM

Vaidade também é coisa de homem
Sociedade vive era da beleza
A idade certa para a plástica
Conceito varia conforme o tempo






Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:45 Seis em cada dez internautas fizeram compras no último ano
17:37
16:53 Novos horizontes na aviação brasileira
16:53 A mulher bonita da janela alegre
16:52 Resistência à CPMF


16:52 Saúde: um direito ainda utópico
16:51 Nietzsche ganha verniz pop em nova biografia, que o apresenta como misógino
16:51
16:50 Órfãos da Terra: capítulos da última semana não serão antecipados no Globoplay
16:50 Dramaturgia em diálogo com a psicanálise
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018