Terça feira, 17 de setembro de 2019 Edição nº 11978 29/11/2007  










BRASILEIROAnterior | Índice | Próxima

Corinthians erra muito e perde em casa

Jogando ao lado de sua torcida, o time paulista precisava vencer. Acabou derrotado pelo aplicado Vasco e situação se complica

Da Redação

Um dos gritos da torcida do Corinthians coloca o próprio corintiano como sofredor. E assim será até o final do Campeonato Brasileiro. A equipe do técnico Nelsinho Baptista foi derrotada pelo Vasco por 1 a 0, ontem, no Pacaembu, e agora terá que se livrar do rebaixamento na última rodada, quando vai até Porto Alegre pegar o Grêmio.

A situação só não ficou mais dramática para os corintianos porque o Goiás também perdeu para o Atlético-MG, em Minas Gerais, e segue um ponto atrás na tabela de classificação: 43 contra 42. Assim, os paulistas ainda dependem de si para escapar.

Os resultados de Corinthians e Goiás, no entanto, mantiveram o Paraná vivo na briga para fugir da degola. A equipe paranaense, que havia perdido para o Santos, tem 41 e agora terá que vencer o Vasco, no Rio de Janeiro, e torcer por tropeços dos rivais.

A desvantagem para o time de Nelsinho está no fato de decidir fora de casa, enquanto o Goiás, de Márcio Araújo, joga em Goiânia contra o Internacional.

Com um ataque bastante veloz sem Finazzi, o Corinthians, como não poderia deixar de ser pela situação complicada, iniciou pressionado o Vasco.

Mas aí faltou mais capricho nas finalizações, algo que o treinador corintiano pediu durante todos os treinos da equipe em Atibaia. Primeiro foi Arce, depois Bruno Octávio e ainda Carlos Alberto.

A equipe de Nelsinho, no entanto, dava espaço, e o Vasco tentava aproveitar. E foi assim que quase abriu o placar. Leandro Amaral recebeu pelo lado direito e chutou cruzado. O goleiro Felipe espalmou e, no rebote, salvou com os pés finalização de Guilherme.

O segundo tempo começou com o Corinthians pressionando mais uma vez, mas o time parecia sentir falta do artilheiro Finazzi. O Vasco se aproveitou e abriu o placar. Após cruzamento da direita, Alan Kardec cabeceou e contou com um desvio de Fábio Ferreira para vencer o goleiro Felipe.



CORINTHIANS - 0

Felipe; Fábio Ferreira, Fábio Braz e Betão; Amaral (Héverton), Bruno Octávio, Carlos Alberto (Vampeta), Lulinha e Éverton Ribeiro; Arce e Dentinho (Wilson). Técnico: Nelsinho Baptista

VASCO - 1

Cássio; Wagner Diniz, Jorge Luiz, Luizão e Guilherme; Thiaguinho, Amaral, Leandro Bonfim e Morais (Perdigão); Alan Kardec (Abuda) e Leandro Amaral. Técnico: Valdir Espinosa

Local: estádio do Pacaembu, em São Paulo

Árbitro: Sérgio da Silva Carvalho (DF)

Auxiliares: Marco Antônio Gomes (Fifa-MG) e Milton Otaviano (Fifa-RN)

Público pagante: 34.165

Renda: R$ 324.820,00

Cartões amarelos: Dentinho, Amaral (Corinthians); Thiaguinho, Morais, Jorge Luiz (Vasco)

Gol: Alan Kardec, aos 19min, do segundo tempo



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




18:02 BOA DISSONANTE
18:01 Taques se preocupa com contas na AL
18:00 o Senado Federal e a ditadura do STF
18:00 Deputado é cidadão! Até que ponto?
17:59 O secretário e a arena


17:57
17:57 Resistência à CPMF
17:56 A história secreta de uma indústria pop
17:56 Com novo livro, Pondé diz que modernidade é como adolescente que julga mãe
17:55 O nome dela é Gal
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018