Sábado, 16 de fevereiro de 2019 Edição nº 11977 28/11/2007  










HANSENÍASEAnterior | Índice | Próxima

Prefeitura faz mutirão no Jardim Vitória

JOANICE DE DEUS
Da Reportagem

Mancha no corpo pode ser doença de pele, mas também pode ser hanseníase. É com esta idéia que a Secretaria Municipal de Cuiabá (SMS) está desenvolvendo, durante toda a semana, o “Mutirão da Mancha”, na unidade do Programa de Saúde da Família (PSF) do bairro Jardim Vitória.

A região apresenta alta incidência da doença. A Organização Mundial de Saúde (OMS) estabelece como ideal um caso para 10 mil habitantes. A capital mato-grossense tem 11 casos para 10 mil habitantes. Equipes do PSF visitam domicílios dos bairros Jardim Vitória I, II e III, Novo Paraíso I e II, Jardim União e Jardim Florianópolis com a intenção de avaliar cerca de 25 mil moradores. A pessoa que apresentar algum tipo de mancha no corpo será encaminhada para a unidade de saúde mais próxima da residência para diagnóstico e, se necessário, tratamento.

De acordo com o médico de Saúde da Família, pediatra José Cabral Lopes, qualquer pessoa pode se dirigir a unidade de saúde, sem marcar horário, durante esta semana. “Hanseníase tem cura, mas é preciso que a pessoa procure um posto de saúde assim que descobrir algum tipo de mancha no corpo. O tratamento é gratuito”, comentou. “Queremos quebrar a cadeia epidemiológica da doença”, acrescentou.

Uma das pessoas que compareceu à unidade espontaneamente foi Lucas de Souza (nome fictício). “O médico me orientou para fazer o exame que detecta a doença. Se ficar constato algo, a gente já trata logo”.

A diretora de Atenção Básica da SMS, Rosângela Maria de Assis, informou ainda que a intenção é levar o mutirão para outros pontos da cidade. “O papel da atenção básica é trabalhar a prevenção. Por isso, devemos estender o mutirão para toda a cidade”, comentou.

Dois especialistas de São Paulo participam do mutirão. Os médicos Jason Barreto e Ester Nogueira são do Instituto Lauro Souza Lima e vieram a Cuiabá para conhecer o trabalho da SMS no combate à hanseníase, trocar experiências com os profissionais e, inclusive, preparar enfermeiros, técnicos e agentes de saúde.

A hanseníase é uma doença infecciosa causada por uma bactéria chamada Bacilo de Hansen, que ataca a pele e os nervos do corpo.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:41 Grupo reavalia licitações do Estado
17:38 Mesmo sendo réu, Maluf se mantém na disputa por vaga de conselheiro
17:38 TJ valida rito da AL para escolha de conselheiro
17:37 Mauro Mendes pede a general Mourão apoio para destravar Ferrogrão e BR-163
17:13 PM fecha boca de fumo na Lixeira


17:12 Homem é preso com mais de R$ 7 mil em arame
17:12 Pecuarista é assassinado em Rondonópolis
17:12 Três são presos por "salve" em suspeito de tentativa de estupro
16:57 Estratégia de Bolsonaro é isolar Bebianno caso ele force sua permanência no cargo
16:57 Bolsonaro está abusando na desordem de início de mandato, diz FHC
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018