Segunda feira, 24 de junho de 2019 Edição nº 11919 16/09/2007  










MÉDIO ARAGUAIAAnterior | Índice | Próxima

Campus da UFMT estendido até Barra

Da Redação

O campus da Universidade Federal de Mato Grosso de Barra do Garças deve estar em funcionamento a partir do segundo semestre de 2008. Além do campus existente já na cidade vizinha, Pontal do Araguaia, o governo estadual doou à União uma área de 69 hectares em Barra do Garças para a instalação do novo espaço. A solenidade de assinatura da escritura por Blairo Maggi ocorreu na cidade na sexta-feira. Com isso, até 2010, mais de quatro mil alunos serão atendidos nos dois campi do Médio Araguaia, quatro vezes mais do que o número atual, que chega a 900 estudantes.

O governo do Estado enfrentou percalços para consolidar a desapropriação do terreno, de propriedade da empresa Druanza Agroindústria (Drurys), que decretou falência. Há um ano, o governador, em visita ao município juntamente com o ministro da Educação, Fernando Haddad, havia assinado o convênio determinando a desapropriação e a intenção de doar a área para União. Mas existiam ainda impedimentos judiciais, como ações trabalhistas, resultado das dívidas da empresa com os funcionários da antiga fábrica.

Em abril, a Procuradoria Geral do Estado participou de uma audiência na Justiça Trabalhista de Barra do Garças e, por meio de um acordo entre governo e trabalhadores, pôs fim a um imbróglio judicial trabalhista de quatro anos.

Pelo acordo, o governo renegociou as dívidas no valor de R$ 895,6 mil e deu continuidade ao processo de desapropriação. Como a empresa deve em torno de R$ 16 milhões ao Estado, seus proprietários concordaram em repassar a área, que foi doada à UFMT.

A criação do campus do Médio Araguaia, que pelo projeto original deveria ter sido construído em Barra do Garças, cidade pólo da região, por questões diversas, acabou sendo instalado no município de Torixoréu que mais tarde dividido, a Universidade passou a ser em Pontal do Araguaia.

Além da região do Araguaia mato-grossense, o novo campus vai atingir os estados de Goiás, Tocantis e o sul do Pará. “É um projeto de reestruturação e expansão do campus aqui no Araguaia, que prevê recursos para os cursos em andamento e para os novos cursos”, disse o reitor Paulo Speller. (Com assessoria)



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto

· É interessante notar a dinâmica de vida   - simone hoshi
· não entendo, pra quem conhece de geograf  - rosany




18:40 MP denuncia Arcanjo e mais 32 envolvidos com jogo do bicho
18:39 O papel da assessoria de imprensa
18:38 Ferrovia para trazer
18:38 Viva João Batista!
18:37 A tragédia da educação


18:37 Avante Luverdense
18:36 Disney lança série adolescente com primeira protagonista brasileira
18:36
18:35 Ian McEwan: estamos nos afogando na irracionalidade
18:33 Paulo Fernandes volta à sua terra natal para show e gravação de DVD
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018