Sábado, 20 de abril de 2019 Edição nº 9779 12/11/2000  










ESTANTEAnterior | Índice | Próxima

O caminho das pedras da música brasileira

Da Reportagem

Os gêneros artísticos pertencem à história: nascem em certo momento e respondem às circunstâncias. Às vezes sobrevivem e se tornam patrimônio da humanidade. Foi assim com a tragédia, nascida na Grécia antiga; com o romance, nascido talvez com Cervantes, talvez no século 18 inglês etc.

Assim também acontece com a canção, pequena peça músico-literária, criada sei lá quando e aclimatada a vários países, entre os quais o Brasil. Berço de uma quantidade impressionante de criadores de canção, nosso país encontra nela uma forma excepcional de expressão. Tanto é assim que a gente vive com elas o tempo todo.

Namoramos, sofremos, exultamos, brigamos, lutamos ao som de canções. Fala a verdade: você não poderia agora mesmo fazer uma lista de canções que são a trilha sonora de sua vida?

Poderia sim. Todo brasileiro pode. O mistério disso talvez nem seja tão misterioso: país de escassa e difícil cultura letrada, o Brasil conta com um substrato musical impressionantemente vivo e produtivo.

Pode olhar: quando a gente imagina que tudo já foi devidamente cantado na canção, aparece alguém que a reinventa. Mesmo o recente e ruim festival da Globo sabia disso, e apostou suas fichas na descoberta de novos cancionistas. Se não descobriu é porque procurou errado.

O caso é que esse tremendo patrimônio artístico que é nosso e, depois da Bossa Nova, é da humanidade também, está por aí, sem ordem e com acesso complicado.

Se você quiser comprar os discos que fizeram a história da nossa canção, como vai fazer? Tem algum rumo? Alguém pode te dizer por onde começar para não deixar escapar os maiorais que tocam pouco no rádio?

Tem sim. É o "Guia da MPB em CD", de Antônio Carlos Miguel. O cara está prestando um enorme serviço à humanidade ao apresentar, com dados biográficos e pequenos, mas ágeis comentários, uma listagem de 150 compositores e intérpretes da canção brasileira.

Se o caso é descolar um guia inicial, aí está. Depois bota pra tocar e pensa que bom é dispor desse manancial de vida que as canções põem à nossa disposição.

E-mail: fischerl@uol.com.br



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




20:14 A reforma da Previdência
20:13 Benefícios fiscais: concessão e requisitos
20:11 Quadro de instabilidade
20:10
20:06 Miss Brasil pode não ser realizado em 2020 por falta de acordo entre Polishop e Band


20:06 Segunda temporada da série de comédia "Samantha!", com Emanuelle Araújo, chega hoje à Netflix
20:05 Maisa estreia talk show inspirada em Hebe
20:05 Programa Mais Você estreia nova competição culinária com amadores copiando chefs famosos
20:04 Tributo ao Rei: Nando Reis lança disco que recupera músicas menos conhecidas de Roberto Carlos
20:03 Ministro chama de mordaça censura a sites
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018