Sexta feira, 24 de maio de 2019 Edição nº 11756 04/03/2007  










Anterior | Índice | Próxima

Novidade atrai jovens que compram para ser diferentes

Da Reportagem

A compra de apetrechos para fumar maconha não passa de uma febre e não provocará uma explosão do consumo da droga. Na avaliação do delegado Wladimir Fransosi, os jovens são os maiores apreciadores do modismo e compram a novidade em busca do prazer e para se sentir diferentes. Para o delegado, isso não passa de uma sofisticação só acessível aos viciados de classes mais abastadas, que têm maior poder aquisitivo e que, portanto, podem comprá-los.

"A juventude hoje é precoce, começando o sexo mais cedo, uma geração de muitos direitos e poucos deveres. Somado a isso, temos esse modismo. Acessível ao rico, bem entendido, pois o pobre vai continuar fumando maconha em guardanapo de mesa mesmo", destacou.

Fransosi disse que há alguns anos, em cidades como Santo Antônio, não havia "bocas-de-fumo", que só surgiram após os ricos chegarem lá, e influenciarem os jovens de lá a ter contato com a droga. (AR)



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:54 Professores aprovam greve a partir de segunda
19:54 BOA DISSONANTE
19:52 Raiva
19:52 O Haras Twin Brothers
19:51 Abraçar


19:51 Princípio da Legalidade
19:49
19:49 Manifestações de domingo
19:48 Fabio Porchat lança talk show beneficente no teatro e prepara filmes e programas
19:47 Filme sul-coreano que chegou sem estridência a Cannes pode roubar holofotes
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018