Domingo, 20 de abril de 2014 Edição nº 11663 09/11/2006  










ACERTO DE CONTASAnterior | Índice | Próxima

Cliente confessa morte de advogado

Em pouco mais de 12 horas do crime, polícia prendeu o assassino confesso do criminalista Duarte José de Couto Júnior, morto em frente a boca-de-fumo



Geraldo Tavares
O assassino confesso Vanderson, de apenas 20, acusado de tráfico, alegou dívida do advogado de R$ 1,8 mil
ADILSON ROSA
Da Reportagem

A polícia prendeu ontem à tarde o assassino confesso do advogado criminal Duarte José do Couto Júnior, de 30 anos. Valderosn da Conceição Ferreira, conhecido com “Deco”, de 20 anos, matou o advogado com três tiros de revólver na noite de terça-feira, por volta das 21h30, no bairro Santa Izabel, em Cuiabá. O assassino foi preso ontem, às 13h30, no trevo de acesso ao bairro Cidade Verde, na ação conjunta de policiais militares e civis da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

A execução de Duarte aconteceu no final da rua Nova Olímpia, em frente a um ponto de venda de drogas. Ele foi encontrado caído próximo de seu automóvel, um Pegeout 206 preto, encontrado com as duas portas da frente abertas. A polícia também localizou porções de cocaína em suas roupas (ver matéria).

Na Delegacia, Vanderson relatou que matou o advogado porque ele pegou a causa de sua prisão por tráfico de drogas e acabou abandonando a defesa. “Pior, ele me enrolou e não queria devolver os R$ 1.800 que havia pago”, disse Vanderson ao delegado João Bosco de Barros, responsável pelas investigações.

Vanderson acrescentou que seu processo por tráfico de drogas corre pela 9a Vara Criminal da Comarca de Cuiabá e só estava em liberdade provisória porque contratou outro advogado. Acrescentou que, ao entrar em contato com Duarte, ele despistava e não mostrava interesse em devolver o dinheiro.

Segundo Vanderson, ele se encontrou por acaso com o advogado que procurou a mesma boca-de-fumo, no bairro Santa Isabel. Então, aproveitou o momento para cobrar a dívida. “E então, doutor, não vai me devolver o dinheiro? Ele se assustou em me ver na rua”, completou o criminoso. Como Duarte usava sempre uma pistola, acreditou que estivesse armado. “Ele (Duarte) fez um gesto de quem ia pegar alguma coisa no carro. Então, saquei meu revólver e atirei uma vez. Depois mais duas”.

Para o delegado, essa é a versão do criminoso. “Não ouvimos as demais pessoas. Essa é a versão dele (Vanderson). Sabemos que no carro (Pegeout) havia mais uma pessoa que foi comprar droga, mas não a identificamos ainda”, assegurou o delegado. Com a prisão de Vanderson, o delegado Barros tem ainda 30 dias para concluir as investigações. Nesse tempo, irá ouvir testemunhas e localizar a arma do crime.

Conforme as investigações, Duarte recebeu uma ligação na semana passada de um cliente que o ameaçava, pois tinha abandonado a sua defesa. Embora Vanderson negue ter sido o autor da ligação, os policiais acreditam que seja ele quem pressionava o advogado a devolver o dinheiro. Duarte estava na DHPP quando recebeu o telefonema.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto

· Prezado Ronaldo César, se você tem tanta  - Maria Tereza
· A classe dos advogados esta honrada com   - Ronaldo Cesar
· É uma pena que essa rapidez de investiga  - Laryssa Santoro
· É uma pena que essa rapidez de investiga  - Laryssa Santoro
· Infelizmente, perdemos um amigo, uma pes  - EVERALDO
· Como estudante de Direito, futuro defens  - Fabiano Rabaneda
· Tão valoroso que estava na boca de fumo!  - Ronaldo Cesar
· Legal que prenderam o culpado pela marte  - LUANA MARIA GUIMARAES
· Eu acho isso muito injusto pois se exist  - LEILIANNE TALITTA DE PIERI
· A classe dos advogados se sente honrada   - antonio esposito

13:43 Moto com rastreador é recuperada
13:43 Adolescente detido não tinha culpa
13:43 Jovem é preso com maconha e porte ilegal
13:42 Mulher morta com quatro tiros ainda segue sem identificação
13:42 Bebida alcoólica servida a menores


13:41 Homem morre após dez dias internado
13:41 Feriadão iniciou com três homicídios
13:24 Dez com alto nível de desnutrição
13:23 Presença será controlada por Ponto Eletrônico
13:23 Falta de água atormenta moradores
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2012