Terça feira, 17 de setembro de 2019 Edição nº 11546 21/06/2006  










TRÁFICOAnterior | Índice | Próxima

PF apreende 115 quilos de cocaína

Motorista trazia a droga escondida no tanque de combustível de uma carreta, que vinha de Cáceres e deveria seguir para a região Sudeste


A apreensão da cocaína foi a maior realizada pela Polícia Federal este ano na Baixada Cuiabana
ADILSON ROSA
Da Reportagem

A Polícia Federal apreendeu ontem 115 quilos de cocaína escondidos no tanque de combustível de uma carreta Scânia, na maior apreensão da droga este ano na Baixada Cuiabana. Com a droga, agentes federais prenderam o motorista Hélio Marta da Silva, de 41 anos, que mora na cidade de Cáceres. A apreensão ocorreu na BR-364, numa barreira móvel montada nas proximidades da Escola Agrotécnica de São Vicente, em direção à cidade de Campo Verde.

Segundo os agentes federais, a droga saiu ontem mesmo de Cáceres e seria levada para fora do Estado, provavelmente para a região Sudeste. Hélio não revelou o valor que ele receberia pelo transporte, conhecido entre os policiais como “mula”.

A princípio, os policiais acreditavam que a droga estaria escondida na porta ou no pára-choque dianteiro do caminhão, mas descobriram que havia um tanque extra de combustível, somente com os tabletes com a cocaína. “Temos o carro flex power. Movido a diesel e cocaína”, brincou um policial federal.

Os agentes receberam a denúncia de um carregamento da droga, mas se surpreenderam com a quantidade de cocaína que estava sendo transportada. O que chamou a atenção é que apenas o motorista viajava na carreta. A princípio, ele tomaria uma rota alternativa seguindo para Campo Verde. Outro detalhe é que a carreta seguia sem combustível, uma situação incomum.

Após a prisão do motorista, os policiais levaram a carreta até o pátio da superintendência da Polícia Federal (PF) em Cuiabá. O veículo está apreendido. Autuado em flagrante por tráfico de drogas, o motorista seria encaminhado para a Penitenciária Regional de Pascoal Ramos, ficando à disposição da Justiça.

Esse é a segunda maior apreensão de cocaína realizada pela PF este ano em Mato Grosso. No dia 25 de abril, foram apreendidos 128 quilos da droga na região de Mirassol D´Oeste (310 quilômetros a oeste de Cuiabá).

Na ocasião, policiais federais prenderam Pedro Paulo de Oliveira, de 29, o “Paulo Arrepidado”, e Aderiton Barbosa Francisco, o "Deto", de 32. Ambos são de Cuiabá, mas Deto morava ultimamente em um assentamento na localidade conhecida como Limão, próximo à fronteira com a Bolívia.

Segundo o delegado Diógenes Curado Filho, a dupla vinha sendo investigada havia mais de um mês, a partir da movimentação de Pedro Paulo em Cuiabá. Eles foram cercados pelas equipes da Polícia Federal quando estavam dentro de um canavial, no distrito de Sonho Azul, a poucos quilômetros de Mirassol.

"Eles foram presos no momento em que testavam a pureza da droga e negociavam a compra", informou o delegado Diógenes, que conduziu as investigações. Dois homens - que a polícia suspeita serem os proprietários da droga - conseguiram escapar ao cerco. Houve troca de tiros mas ninguém saiu ferido.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




18:02 BOA DISSONANTE
18:01 Taques se preocupa com contas na AL
18:00 o Senado Federal e a ditadura do STF
18:00 Deputado é cidadão! Até que ponto?
17:59 O secretário e a arena


17:57
17:57 Resistência à CPMF
17:56 A história secreta de uma indústria pop
17:56 Com novo livro, Pondé diz que modernidade é como adolescente que julga mãe
17:55 O nome dela é Gal
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018