Quarta feira, 22 de janeiro de 2020 Edição nº 11526 27/05/2006  










EXPOSIÇÃOAnterior | Índice | Próxima

Um outono colorido em Cuiabá

Mais de 200 espécies de plantas e flores dão um colorido especial ao centro da cidade com a abertura do Festival das Flores

ADRIANA NASCIMENTO
Da Reportagem

A praça da República, localizada no centro de Cuiabá será um grande jardim até o dia 9 de junho. É que desde ontem, foi instalada no local a terceira edição do Festival das Flores. Uma festa para os olhos e para os bolsos, já que são mais de 200 espécies de plantas e flores com preços até 70% mais baratos do que os praticados no mercado.

Promovido pela Casa da União Santa Luzia, com apoio de diversos parceiros, entre eles o Governo do Estado, a Prefeitura de Cuiabá e a Cemat, o evento é tido pelos organizadores como o mais democrático do Estado. “Estamos num local bem acessível e num horário bem flexível (9 às 21h) e com preços que atendem a todas as classes sociais. Eis aí o segredo da festa”, conta o coordenador de eventos da Casa da União santa Luzia, Benedito Gomes.

O objetivo do evento, que tem sido realizado em várias capitais do país, é popularizar o hábito do cultivo de flores e plantas ornamentais entre os mato-grossenses. A escolha da Praça da República para sediar o festival se deve a grande circulação do público no local, além do fácil acesso. No ano passado nada menos do que sete caminhões com flores e plantas ornamentais, direto de Holambra, abasteceram o festival.

Além de proporcionar um espetáculo de cores, o festival também tem caráter educativo, já que está aberto a visitação de escolas para que os estudantes possam conhecer um pouco mais sobre as espécies de flores cultivadas no país. As escolas que desejarem participar do evento devem entrar em contato com a coordenação, para agendar data e horário

Quem adquire os produtos, recebe a orientação sobre como cuidar de sua aquisição. A idéia da promoção do Festival, segundo Benedito, é, aos poucos, resgatar o costume antigo da Cuiabá com quintais bem floridos e variados. “Quem cultiva plantas, além de enfeitar e amenizar o calor da cidade, fica mais sereno”, acredita Gomes.

E não há limite de compras, segundo ele. As espécies oferecidas vão desde as mais comuns, como a roseira, até as mais exóticas, como a flor carnívora. Os preços variam entre R$ 1,00 e R$ 50,00 pelo fato dos produtos virem direto da cidade de Holambra (SP), grande produtora nacional de flores e plantas.

Gomes explica ainda que toda a renda do evento será revertida para a realização de diversas atividades assistenciais pela Casa da União Santa Luzia em Cuiabá, Várzea Grande e Alta Floresta. E se depender do fluxo de pessoas no primeiro dia do evento este vai ser mais um de sucesso a exemplo da segunda edição que levou em 20 dias mais de 100 mil pessoas ao Festival.



SERVIÇO

O QUE: III Festival das Flores

ONDE: Praça da República

QUANDO: Até 9 de junho, das 9 às 21h



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto

· 'Aproveitando a instalação do Festival d  - José Cezário M. Aschar




17:43 BOA DISSONANTE
17:42 Planejar a compra do material escolar
17:42 Blairo cobra Neri sobre reunião com Emanuel e Campos
17:41 Fuga no Paraguai
17:41 O nazista Alvim virou “nada”


17:41 Internet das coisas
17:40
17:40 Um novo mundo
17:39 Verdadeira riqueza do Irã não é petróleo, mas coragem dos jovens e mulheres, diz escritora iraniana
17:39 Projetos audiovisuais criticados por Bolsonaro ficam de fora de edital
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018