Terça feira, 23 de maio de 2017 Edição nº 11449 19/02/2006  










AULASAnterior | Índice | Próxima

Mochila não deve chegar a 10% do peso

No início do ano letivo, os pais devem ficar atentos para a quantidade de material que o filho carrega; bolsas com rodinhas são melhor opção

Geraldo Tavares/DC
O excesso de material na mochila pode acarretar uma série de complicações na postura do estudante: médico pode detectar problemas
Da Reportagem

Além da compra do material escolar, pais de alunos de escolares públicas e particulares têm outra preocupação com o início do ano letivo: o excesso de livros e cadernos carregado nas mochilas. Crianças que carregam mochilas muito pesadas correm o risco de sentir dores nas costas, desenvolver postura incorreta e apresentar desvios na coluna vertebral. O alerta é do chefe do setor de Coluna do Instituto Nacional de Tráumato-Ortopedia (Into), órgão ligado ao Ministério da Saúde, Luiz Cláudio Schettino.

Estudante do Colégio Estadual Nilo Póvoas, Carolina Castro Guerra, 14 anos, reconhece que costuma carregar muito material na mochila, apesar da mãe já ter-lhe chamado a atenção. “Minha mãe já falou que vou ficar corcunda por causa da mochila”, diz.

Para evitar que os estudantes carreguem mochilas muito pesadas, o Nilo Póvoas adotou um sistema denominado “Sala Ambiente”, que permite que o estudante deixe seus livros em armários montados nas salas de aula da própria escola. “É uma forma de ajudar o aluno, que não precisa carregar muito peso”, diz a coordenadora pedagógica, Sonizete Miranda. Porém, Sonizete Miranda explica que adotar ou não a “Sala Ambiente” é uma opção do professor. Neste caso, quem troca de sala é o aluno e não o professor.

Alunos da 7ª série, Kauê Amorim e Kelber Brito, ambos 12 anos, dizem que apesar do sistema “Sala Ambiente”, preferem levar os livros para casa. “Não deixo na escola. Prefiro levar para casa para estudar”, diz Kauê.

Conforme Luiz Cláudio Schettino, o peso exagerado das mochilas escolares gera uma sobrecarga mecânica no corpo dos estudantes. “O material muito pesado leva a criança a fazer um esforço além do que ela poderia suportar, o que pode trazer transtornos como estresse muscular e dores”, diz por meio da assessoria de imprensa.

O ideal seria que as crianças levassem mochilas com rodinhas, para evitar problemas de coluna. Caso os alunos resistam às rodinhas, o peso das mochilas não deve ultrapassar o limite de 10% do peso da criança, ou seja, uma pessoa que pese 30 quilos não pode carregar uma mochila com mais de 3 quilos de material escolar.

Outra recomendação do Into é que as mochilas sejam carregadas com as alças nos dois ombros, nunca só em um deles, para que a carga fique distribuída na região central mediana do corpo. Os estudantes que optam pelas bolsas do tipo “carteiro” são aconselhados a alternar os lados em que conduzem o material.

A recomendação é para que os pais estejam atentos quando seus filhos se queixarem de dor. “A partir do momento em que as crianças reclamam de dores musculares constantes, que as impedem de brincar e se divertir, é dado um sinal de alerta para a existência de problemas de coluna”, diz. Os pais devem levar as crianças pelo menos uma vez por ano ao pediatra. O médico pode ajudar a detectar doenças comuns na fase de crescimento, como a escoliose, um desvio na coluna que apresenta poucos sinais durante o aparecimento. (Com Agência Saúde)



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto

· Acredito que as escolas deveriam analisa  - Rosana




13:57 Ferreira Leite deve recuar da disputa e continuar no TJ
13:56 Denunciados pelo crime estão presos
13:56 Acusados vão a julgamento
13:55 Eraí diz que Senado é apelo nacional
13:55 PT consolida candidatura de Serys


13:55 PT e PMDB definem os líderes na AL
13:54 CENÁRIO POLÍTICO
13:54 Savi pela 2ª vez na liderança
13:54 Legislativo estadual altera dias de sessões esta semana
13:54 Silval está confiante em mandado
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2015