Quarta feira, 20 de março de 2019 Edição nº 11437 05/02/2006  










Anterior | Índice | Próxima

Bancos não cumprem a Lei em Barra

FRANCIS AMORIM
Da sucursal de Barra do Garças

Uma Lei Municipal aprovada e sancionada pela Câmara Municipal de Barra do Garças estipula o tempo mínimo e máximo de permanência nas filas de atendimento das agências bancárias, mas nem sempre o cliente é atendido conforme determinado. A Lei entrou em vigor no dia 10 de agosto, mas passou a valer mesmo somente em novembro de 2005.

De acordo com a Lei 2.684/05, as agências bancárias de Barra do Garças deverão atender o cliente na fila de espera até 30 minutos em dias normais e 45 minutos nos dias de pagamento de pessoal, dia de vencimento de contas de concessionárias, de tributos e em véspera de feriados prolongados. Porém, a Lei não vem sendo cumprida. As reclamações continuam por parte dos clientes que são obrigados a aguardar até uma hora para ser atendidos.

Segundo o artigo 5º, parágrafo único da lei, as agências bancárias teriam até 90 dias para cumprir as exigências estabelecidas. “A medida é válida. Mas os bancos não cumprem. Se cumprissem, não existiam mais filas”, disse a secretária Cleide Ferreira, que diariamente é obrigada a se deslocar a uma agência para serviços bancários.

Antes da promulgação desta nova lei, vigorava a Lei 2.153/99, que determinava o tempo mínimo de 20 minutos para o atendimento da clientela. O aumento do prazo foi reivindicado pelos próprios bancos que alegavam não ser o tempo suficiente para atender os clientes em fila.

A vereadora Andréia Santos Soares, presidente da Câmara dos Vereadores de Barra do Garças, não foi encontrada para falar sobre o descumprimento da lei.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




16:33 Navio da Marinha retorna a MS
15:59 Deputados aguardam a contra-proposta
15:58 Bancos não cumprem a Lei em Barra
15:58 Advogada pediu indenização de R$ 10 mil em Tangará
15:58 Só um banco se adequou em Cáceres


15:58 Moradores bloqueiam BR-174 por 3 horas
15:57 Governo não vai regulamentar Lei
15:57 Faculdades não prepararam alunos
15:57 UFMT deveria aprovar mais, diz OAB
15:56 MT ainda é promissor para advogados
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018