Segunda feira, 18 de fevereiro de 2019 Edição nº 11375 23/11/2005  










TELEVISÃO Anterior | Índice | Próxima

Brasil sai sem estatuetas do Emmy Awards

A minissérie “Hoje é Dia de Maria, da Rede Globo, estava entre os cinco concorrentes, mas quem levou o prêmio foi tevê dinamarquesa

Folhapress - Nova York

Nomeado em três categorias, o Brasil não levou nenhuma estatueta na noite de segunda-feira no International Emmy Awards, premiação para produções de TV. Com dois prêmios cada, os vencedores da noite foram produções do Canadá (comédia e infantil), Reino Unido (entretenimento e artístico) e Dinamarca (minissérie e drama).

A Rede Globo concorreu para melhor minissérie com "Hoje É Dia de Maria” e sua protagonista, Carolina Oliveira, concorreu para melhor atriz. Douglas Silva foi indicado para melhor ator pelo papel de Acerola em "Cidade dos Homens”.

A Dinamarca derrotou o Brasil com a minissérie "Young Andersen”, sobre o autor Hans Christian Andersen. O francês Thierry Fremont ficou com o prêmio de melhor ator ("Assassinato na Mente”), e a chinesa He Lin, com o prêmio de melhor atriz ("Mãe Escrava”). Além disso, produção alemã "Drama de Dresden” ganhou na categoria documentário.

O prêmio de melhor série dramática foi para "The Eagle, a Crime Odyssey", da TV dinamarquesa, sobre um detetive superintendente que luta contra o crime organizado e seus próprios problemas.

A série "The Newsroom", do Canadá, que fala sobre os bastidores de uma estação de TV, ganhou como melhor comédia.

A Dinamarca também teve uma grande noite ao conquistar seu segundo prêmio, na categoria filme para TV/minissérie, com "Young Andersen", que fala dos primeiros anos da vida do famoso escritor dinamarquês Hans Christian Andersen.

A minissérie "Hoje é Dia de Maria", da TV Globo, era uma das cinco concorrentes nessa categoria. A protagonista Carolina Oliveira também disputava o prêmio de melhor atriz, vencido pela chinesa He Lin, de "Slave Mother".

Douglas Silva, o Acerola da global "Cidade dos Homens", estava entre os indicados na categoria melhor ator, mas não levou. O vencedor foi o francês Thierry Fremont, de "Dans la tete du tueur".

A BBC ganhou o prêmio de entretenimento sem roteiro com a série automobilística "Top Gear" e o prêmio de programação de arte por "Holocaust: A Musical Memorial Film From Auschwitz", um concerto realizado no campo de Auschwitz-Birkenau, no 60o. aniversário de sua libertação.

"The Drama of Dresden", sobre o bombardeio à cidade alemã na Segunda Guerra Mundial, venceu como melhor documentário. E "Dark Oracle" faturou a estatueta de melhor programa para crianças/jovens.

Oprah Winfrey recebeu o Founders Award pelo conjunto de sua carreira e filantropia.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:41 Grupo reavalia licitações do Estado
17:38 Mesmo sendo réu, Maluf se mantém na disputa por vaga de conselheiro
17:38 TJ valida rito da AL para escolha de conselheiro
17:37 Mauro Mendes pede a general Mourão apoio para destravar Ferrogrão e BR-163
17:13 PM fecha boca de fumo na Lixeira


17:12 Homem é preso com mais de R$ 7 mil em arame
17:12 Pecuarista é assassinado em Rondonópolis
17:12 Três são presos por "salve" em suspeito de tentativa de estupro
16:57 Estratégia de Bolsonaro é isolar Bebianno caso ele force sua permanência no cargo
16:57 Bolsonaro está abusando na desordem de início de mandato, diz FHC
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018