Quarta feira, 22 de janeiro de 2020 Edição nº 11299 21/08/2005  










DESABAFOAnterior | Índice | Próxima

Governo é vítima de jogo rasteiro

A declaração ocorre dois dia após a crise política atingir um dos principais pilares de sua gestão, o ministro Palocci

CONRADO CORSALETTE
Folhapress – Brasília

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou ontem que seu governo é vitima de leviandades e de jogo rasteiro. A declaração ocorre dois dia após a crise política atingir um dos principais pilares de sua gestão, o ministro da Fazenda Antonio Palocci.

A afirmação foi feita em Cidade Tiradentes, bairro do extremo leste de São Paulo, onde inaugurou uma fábrica de bolas e camisetas e um projeto de esportes voltado a crianças carentes, ambos apoiados pelo Ministério dos Esportes. "Sei da quantidade de leviandades e do jogo rasteiro que está sendo feito neste país", afirmou Lula ao público de cerca de 400 pessoas, muitas delas militantes de movimentos sociais e de aliados, como o PC do B. Citando sua mãe, o presidente disse ainda que "a verdade vencerá".

"Não sei quantos brasileiros podem dormir com o sono dos justos. Eu durmo, como quem sabe o que esse país precisa", disse Lula, citando em seguida a preocupação de seu governo com o povo pobre "neste momento histérico". O presidente também elencou uma série de realizações nas áreas da educação e da agricultura familiar e sugeriu que os ataques do qual é alvo seriam motivados pela sua política de empregos.

Segundo Lula, seu governo cria uma média de doze vezes mais empregos do que o de seu antecessor, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Lula ainda comparou números de investimento do governo nos planos de safra, que segundo ele é três vezes maior na atual gestão.

Na platéia, o público gritava o seu nome e criticava os tucanos. "Lula, estou com você, não quero mais FHC." Os militantes do PC do B levaram uma série de placas com as inscrições "Fica Lula, pela reforma agrária", "Fica Lula, contra a privatização" e "Fica Lula, contra a Alca".



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:47 BOA DISSONANTE
17:46 Pivetta quer suplente de Cuiabá
17:45 Ciclo das lorotas chega ao fim
17:45 Como organizar as finanças
17:45 Saúde e as metas para o novo ano


17:44 Mais garantias na Justiça
17:44 As reformas e os pobres
17:43
17:42 Há 40 anos, Frank Sinatra cantava no Maracanã
17:42 Unidade se consolida como maior projeto de formação em artes cênicas de MT
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018