Segunda feira, 18 de junho de 2018










EDUCAÇÃO SUPERIOR 04/01/2005 14:21Anterior | Índice | Próxima

Loteria especial financiará assistência a estudantes universitários

Da Reportagem

Dois pontos da reforma universitária asseguram apoio ao estudante de baixa renda: o que trata da assistência estudantil e o que cria o primeiro emprego acadêmico. A preocupação do grupo executivo da reforma da educação superior, segundo o secretário-executivo do Conselho Nacional de Educação (CNE/MEC), Ronaldo Mota, foi cumprir o compromisso do governo federal de combinar o acesso do estudante carente com sua permanência na universidade federal. "Não basta que o estudante apenas consiga ingressar no sistema de educação superior, mas que ele permaneça na universidade", explicou.

Além de reservar 50% das vagas das instituições federais de educação superior a estudantes que tenham cursado o ensino médio em escolas públicas, com uma proporção mínima de afrodescendentes e indígenas, o anteprojeto da lei de educação superior autoriza a Caixa Econômica Federal a promover uma loteria.

O concurso anual especial terá renda líquida exclusivamente para o financiamento de programas de assistência a estudantes de baixa renda. Na seleção dos beneficiários dos programas deve ser observada a proporção mínima de autodeclarados negros e indígenas, de acordo com o último censo do IBGE.

O primeiro emprego acadêmico é destinado a estudantes de graduação ou de programas de pós-graduação matriculados em instituições públicas dos sistemas federal, estadual e municipal. O aluno deve ter entre 16 e 24 anos e estar desempregado. A família terá de comprovar renda per capita mensal de até um salário mínimo e meio, o que corresponde, hoje, a R$ 390,00.

O candidato a uma vaga no primeiro emprego acadêmico deve provar, ainda, que não teve vínculo empregatício anterior. Os matriculados em cursos de graduação trabalharão em atividades de extensão. Os de pós-graduação, em atividades de ensino, como instrutores ou monitores nas instituições onde fazem seus cursos. (Ivone Belém)

Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:31 PF quer 144 novos inquéritos em MT
19:31 Selma Arruda terá segurança privada
19:31 José Celso Dorileo vai para Controladoria Geral do Estado
19:30 BOA DISSONANTE
19:30 Emanuel Pinheiro diz que foi ‘armadilha’


19:29 A Copa política e o patriotismo
19:29 Zuquim mantém Savi preso
19:28 De volta ao G4
19:28 Mercado, Estado e 2018
19:28 O fim do foro privilegiado
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018