Domingo, 23 de julho de 2017 Edição nº 11071 17/11/2004  










BIENAL DE MÚSICAAnterior | Índice | Próxima

Edson Zampronha é atração na UFMT

O compositor, um dos grandes expoentes da música contemporânea, faz palestra hoje sobre Música e Semiótica, e se apresenta sábado no teatro do Arsenal

Da Redação

O compositor recebe Edson Zampronha é a atração desta quarta-feira na 1ª Bienal de Música Brasileira Contemporânea de Mato Grosso, onde ministra uma palestra sobre Música e Semiótica no auditório da Universidade Federal de Mato Grosso, às 14hs. O compositor ainda se apresenta no sábado, dia 20, no Teatro Sesc Arsenal com a música Sentimento Plástico. E terá sua obra ‘A Impossibilidade de Reduzir a um Instante’, para clarinete solo, interpretada pelo Duo Passos/Abreu no dia 21, às 20hs.

Depois o compositor segue para Bogotá, onde se apresenta no Teatro Colón, no dia 22 de novembro, às 19h30, interpretando a obra Concerto para Sons Eletroacústicos. E no dia 23 de novembro, às 19h30, participa de um recital com três pianistas, Zampronha, Paulo Gazzaneo e Sergio Chnee.

A Primeira Bienal de Música Brasileira Contemporânea de Mato Grosso foi aberta segunda-feira, dia 15, às 19 horas no Sesc Arsenal. O evento, que contará com os maiores expoentes da música contemporânea terá uma semana de consertos contínuos, até 21 de novembro. Paralelamente, estarão ocorrendo palestras no Instituto de Linguagens/UFMT.

O evento é considerado o maior já realizado no Centro Oeste voltado para a produção sonora de concerto e um dos mais importantes do gênero na América Latina. Estarão se apresentando os maiores nomes da música contemporânea, compositores e pensadores, pesquisadores e instrumentistas como Duo Barvic, Marcus Ferrer, Camerata de Violões do CBM, Duo Aura, Duo Paulo Passos e Joaquim Abreu. Os concertos serão realizados todas as noites às 20 horas, no Sesc Arsenal.

Esta Bienal é a primeira edição do ano de 2004 e pretende criar um contraponto com a versão carioca, que ocorre a cada ano ímpar. No Rio de Janeiro 16 edições já aconteceram.

Talento - Edson Zampronha é compositor, trabalha com música contemporânea, desenvolve pesquisas sobre o gênero, semiótica musical e tecnologia musical. Recebeu dois prêmios da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA), São Paulo, Brasil: para Toccata II em 1993, e para Modelagem VII em 1996.

É pós-doutorado na Universidade de Helsinque, com a pesquisa Fragmentação e Materialidade - um estudo sobre a geração de sons à partir da teoria dos sistemas dinâmicos. Doutorado em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), com a tese Notação, representação e composição - um novo paradigma da escritura musical. Mestre em Composição Musical pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com a tese Princípios e processos da composição musical estruturalista. Graduação em Composição e Regência na Universidade Estadual Paulista (UNESP).



SERVIÇO

O QUE: Edson Zampronha – 1ª Bienal de Música Contemporânea de MT

ONDE: Auditório da UFMT

QUANDO: Hoje às 14 horas



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




20:10 Federação dos postos diz que alta será repassada à bomba
20:10 Fundação MT inicia mais uma edição
20:10 Boa distribuição favoreceu lavouras
20:09 Grãos, carnes e frutas são destaques do estudo do Mapa
20:09 Aprosoja vai a campo para acompanhar Vazio Sanitário


20:09 MT vai ampliar participação na produção
20:02 Deputado Fábio Garcia é sondado pelo ‘novo DEM’
20:02 Taques evita falar sobre saída do PSDB
20:01 Governador volta a negar qualquer envolvimento
20:01 Favaro considera o PSD o fiel da balança na eleição
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2015