Terça feira, 18 de dezembro de 2018










01/09/2004 20:43Anterior | Índice | Próxima

Câmara tenta revisar acordo sanitário entre Brasil e Rússia

Da Reportagem

Representantes da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Rússia, instalada em São Paulo, irão buscar garantir a visita do ministro da Agricultura da Rússia a Mato Grosso para tentar uma revisão do acordo sanitário entre os dois países, como forma de resolver o embargo da carne exportada por Mato Grosso. O ministro fará parte da comitiva do presidente da Rússia, Vladimir Putin, que virá ao Brasil nos próximos meses.

A intensificação das relações comerciais entre os empresários mato-grossenses e russos também foi tratada pelo diretor jurídico da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Rússia, Dauro Löhnhoff Dórea, que esteve reunido nesta quarta-feira (01), com o governador Blairo Maggi e o secretário Extraordinário de Projetos Estratégicos, Cloves Vetoratto, no Palácio Paiaguás.

“É uma luz que se acende e poderá talvez abreviar este embargo”, avaliou o secretário, sobre a iniciativa da Câmara em intermediar as relações. O embargo à carne mato-grossense exportada para Rússia começou em junho desse ano, por conta do registro de foco de febre aftosa no município de Monte Alegre, no Pará. O acordo sanitário entre os dois países prevê que estados vizinhos àquele onde fosse registrado o foco ficassem impedidos de exportar por um ano.

O representante da Câmara de relações comerciais se diz confiante com uma possível revisão do acordo. “Mato Grosso é Estado limítrofe, mas esse termo tem que ser entendido de acordo com o tamanho real de cada Estado”, disse Dórea.

Ele avalia que a visita do ministro facilitará o entendimento sobre as barreiras naturais que existem entre os dois Estados, sem a necessidade de prolongamento do embargo. De acordo com o diretor jurídico a vinda do presidente da Rússia Putin e comitiva para o Brasil será em breve. “Estamos confirmando a data, provavelmente será para o final de setembro”, informou.

RELAÇÕES COMERCIAIS - O representante dos interesses dos empresários russos no Brasil saiu da audiência com o governador bastante otimista com o estreitamento das relações comerciais entre o Estado e a Rússia. Dórea sugeriu a criação de uma “joint venture”, uma empresa brasileira e russa, de administração conjunta, para ser instalada na Rússia, com a finalidade de distribuir e processar a carne em território russo.

“O Brasil já é um grande exportador de carne para Rússia. O que nós queremos é, além de manter essa posição, sedimentar isso”, afirmou o diretor jurídico.

O Governo do Estado demonstrou interesse em intermediar esta relação. “Vamos levar a proposta ao conhecimento dos empresários para que eles avaliem a alternativa”, disse Vetoratto.

“A função do Governo é fazer essa aproximação, todavia são os empresários que podem concretiza-las”, explicou. O secretário informou que será marcada uma reunião dos empresários mato-grossenses com os representantes da Câmara para discussão do assunto.

O interesse dos empresários russos de que essa empresa seja criada com a participação de empresários mato-grossenses deve-se a posição que o Estado ocupa hoje no país, segundo informou o diretor da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Rússia.

Mato Grosso tem o maior rebanho bovino com 24,7 milhões de cabeças. “Sabemos que Mato grosso é um dos maiores produtores de grãos do país, um dos Estados mais promissores em termos de crescimento”, avaliou Dórea.

O desenvolvimento econômico do Estado, impulsionado pelo agronegócio, faz com que Mato Grosso também se apresente como um solo fértil para instalação de indústrias de capital. “Mato Grosso não é só um grande produtor, mas também comprador de máquinas, fertilizantes, agroquímicos e de serviços ligados ao agronegócio”, ressaltou Vetoratto.

O secretário informou que está em estudo a formação de uma Câmara de Comércio Exterior de Mato Grosso. O diretor da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Rússia demonstrou interesse em participar dessa nova formação.

Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




18:52 Depoimento tem teclado Quebrado e fio queimado
18:52 Empresa Boeing fecha termo de compra
18:52 Michel Temer sai em defesa de Dilma
18:51 Bolsonaro pede "disciplina" e "hierarquia"
18:51 Réver se aproxima de retorno


18:50 Timão se reforça para brigar por títulos
18:49 Oitavas terão duelos entre PSG e Manchester United
18:49 Felipe Melo ignora interesse do Fla
18:48 São Paulo luta para manter Hudson
18:48 Dourado não descarta deixar o Inter
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018