Segunda feira, 22 de abril de 2019 Edição nº 10605 03/05/2003  










ARTES PLÁSTICASAnterior | Índice | Próxima

Mari Bueno leva sua arte à Europeart

A artista integra o restrito grupo de 16 brasileiros que participam da mais importante mostra internacional do mundo das artes. O evento está na 12ª edição, e pela primeira vez o Brasil foi incluído na mostra

MÍRIAM BOTELHO
Da Redação

A artista plástica Mari Bueno está entre os 16 artistas brasileiros que participam a partir até o dia 04 de maio da 12ª Mostra de Arte Europeart, no centro de exposições Palexpo em Genebra – Suiça. Ela participa com uma tela intitulada “Família Indígena”.

A Europeart é uma das maiores, e mais importante mostra internacional do mundo. Em sua 12ª edição, pela primeira vez, desde seu início terá a participação do Brasil. A cidade está localizada em local estratégico, na fronteira com a França e próximo de diversos países.

O evento é o sonho de qualquer artista; bastante tradicional, só participam artistas selecionados ou convidados, que irão contar com a visitação seleta de um grande público consumidor mundial.

Na exposição de 2002, os números foram grandiosos, nada menos que 82 expositores (convidados), 55.000 visitantes de todo mundo, 10.000m2 de área, 22 países participantes, 526 obras vendidas.

O evento é considerado pela crítica internacional como o mais importante da área. A participação dos brasileiros está gerando uma boa expectativa, explica Mari Bueno. O mercado suíço de arte é um dos mais promissores.

Autodidata, Mari Bueno é natural do Paraná, e reside em Sinop desde 1979. A artista divide o seu tempo com a experimentação e o ensino das artes. Em sua produção figurativa costuma retratar a natureza, e os índios. Iniciou suas atividades artísticas aos doze anos de idade com os mais diversos tipos de materiais. Ela desenvolve seus trabalhos nas técnicas óleo e acrílico sobre tela.

Diferente da tradição acadêmica, em Mari Bueno a perfeição visada não é da ordem da pintura e do desenho ideal, mas enfatizar um trabalho em que se prioriza, não somente o ensino, mas a transformação dessa prática na promoção da relação das pessoas com a paisagem urbana e com a arte. No ano passado Mari Bueno foi medalha de ouro; Cairo 2002 - Cairo-Egito, participou da Exposição 220- Retratos do Interior; Sesc Arsenal - Cuiabá-MT, I MAB- Mostra Mari Bueno Retratos de Sinop; Sinop-MT. Ela abocanhou o 2º lugar, Júri Popular XXI Salão Jovem Arte Mato-Grossense de Cuiabá-MT, também recebeu o Troféu Centro Geodésico da América do Sul-destaque estadual 2002 nas artes plásticas, e ainda o título de Membro da Academia Nacional de Artes Plásticas.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:34 Janaína é aprimeira mulher a presidir AL
19:33 Cidades e civilização
19:33 O Brasil das tragédias
19:33 Sociedade e políticas públicas
19:32 Danos do populismo


19:32 A língua
19:31 DOMINGO - Em nova temporada de Samantha!, atriz mirim decadente quer ser séria
19:31
19:29 Record tenta manter audiência de Jesus com Jezabel, nova produção bíblica
19:28 Memes saem da internet e vão parar em museus e galerias
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018