Segunda feira, 16 de dezembro de 2019 Edição nº 10602 29/04/2003  










CONCURSO/POLÊMICAAnterior | Índice | Próxima

Mineira é eleita Miss Brasil por Tocantins

Derrotada em seu Estado, onde foi a segunda colocada no Miss Minas Gerais, ela recebeu convite para representar Tocantins e conquistou o título de Miss Brasil

Da AF – São Paulo

"Foi Deus que quis assim." A miss Tocantins Gislaine Ferreira, 19, olhos verdes, "1m73 de altura, 90 de busto, 62 de cintura e 90 de quadril", eleita miss Brasil na noite do sábado, na verdade é mineira de Patos de Minas e estuda em Belo Horizonte.

"Nada é por acaso. Eu rezava todas as manhãs. Se fui a escolhida, é porque Deus é fiel e honra seus servos", ela revelou depois, em entrevista. Ferreira ficou em segundo lugar no miss Minas Gerais em março, "mas ninguém se conformou". "Como Tocantins não tinha representante, me convidaram." A família de Gislaine tem fazendas e parentes naquele Estado.

O público que viu o concurso no Via Funchal, em São Paulo, e os telespectadores da Rede Bandeirantes, que patrocinou o evento, não souberam disso.

Estudante de jornalismo, a nova miss Brasil conquistou o público quando disse que a violência deve ser combatida dando oportunidade às pessoas.

Luzes azuis, jurados de peso, os nomes de destaque da Bandeirantes e "muito glamour". Com essa fórmula, a emissora se propôs a resgatar o brilho de um concurso que no próximo ano completa a 50ª edição.

O âncora Marcos Hummel citou Dostoiévski para dizer que a "coisa mais difícil de julgar é a beleza". E o público foi informado de que as medidas das moças "foram cientificamente tomadas pelo médico do concurso".

As candidatas desfilaram com jóias verdadeiras. Somavam US$ 1,3 milhão, US$ 35 mil só na coroa da eleita, emprestadas pela Associação de Joalheiros de São Paulo e pelo Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos. Nos camarins, seguranças vigiavam essa fortuna, mas nem o público nem os telespectadores ficaram sabendo disso.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:07 MEC libera que cursos presenciais com conceitos mais baixos expandam carga horária à distância
17:07 STF prevê julgar no ano que vem permissão a candidatura avulsa
17:06 Conflitos e retrocessos marcam presença do Brasil na COP-25
17:05 14 – sábado Desigualdade e evasão escolar
17:05 BOA DISSONANTE


17:04 Doador de amor
17:03 Lei do retorno
17:03 Nossos demônios…
17:02 O Auditor Interno e o combate à corrupção
17:00 Na COP 25, MT defende tolerância zero ao desmatamento
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018