Quinta feira, 23 de janeiro de 2020 Edição nº 9659 12/07/2000  










PRIVATIZAÇÃOAnterior | Índice | Próxima

Governo retira o projeto do gás

Da Reportagem

O Governo do Estado recuou em sua posição e retirou ontem da Assembléia Legislativa o projeto de lei que privatizará os serviços de distribuição de gás encanado em Mato Grosso. O pedido de retirada do projeto da pauta de votações foi feito pelo governador Dante de Oliveira, por telefone, diretamente ao presidente do Legislativo Estadual, deputado José Riva, na tarde de ontem, há poucos minutos da sessão em que a mensagem seria discutida.

Segundo o presidente da Assembléia, o governador justificou a retirada do projeto alegando necessidade de uma análise técnica mais profunda. “O projeto trata de um serviço novo, que surgirá com a chegada do gás natural da Bolívia, através do gasoduto. O governador reconhece a importância da matéria, seu valor estratégico e concorda que é preciso aprofundar a discussão sobre a mesma”, informou Riva.

O projeto, segundo Riva, deverá ser reapresentado pelo Executivo mato-grossense no mês de agosto, quando termina o recesso parlamentar. “Com a tramitação no período legislativo normal, o projeto poderá ser melhor debatido pelos deputados”, considera Riva.

Durante a sessão de ontem à tarde, os deputados aprovaram em primeira votação, o projeto de lei que altera os índices de cobrança do ICMS sobre combustíveis para geração de energia elétrica. O placar foi de 16 votos à oito, em mais uma demonstração de força da bancada governista.

O projeto que muda os índices de cobrança do IPVA começou a ser discutido ontem pelo plenário. Os debates continuam na sessão matutina de hoje quando o projeto deverá passar pela primeira votação.

Assim como a alteração dos percentuais do ICMS sobre combustíveis adquiridos por empresas geradoras de energia elétrica, o mensagem sobre o IPVA também é polêmica e tem mobilizado os deputados.

O deputado José Riva disse ontem que a pauta da convocação extraordinária poderá ser concluída ainda esta semana. Segundo o deputado, as sessões têm sido produtivas. “Os deputados têm trabalhado com afinco, tanto que só restam duas matérias para serem discutidas e votadas. Não vejo dificuldades em esgotar a pauta ainda esta semana”.

Nas sessões programadas para hoje, os projetos já aprovados em primeira votação deverão passar pela confirmação dos votos dos deputados. (APP)



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




21:53 Candidata é forçada a fazer pausa
21:53 Distância de seções em uma mesma zona podem atrapalhar
21:52 Em Barra, o treinamento será intensificado
21:52 Encontro busca capacitação dos magistrados
21:51 Metade dos juízes é inexperiente


21:51 Governo retira o projeto do gás
21:50 Oposição lançará na Sexta seus candidatos a vereador e prefeito de B. do Garças
21:49 Tucano opta por marketing dos profissionais de casa
21:49 França exclui Dante da sua campanha
21:28 Processos estão se acelerando no Araguaia
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018