NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Terça-feira, 04 de Agosto de 2020
CUIABÁ URGENTE
Terça-feira, 14 de Julho de 2020, 14h:45

ORDEM DESUNIDA

Gilmar Mendes volta a criticar a atuação de militares na Saúde

Da Redação

STF

Gilmar Mendes

Gilmar Mendes garante que nunca quis atingir a hora do Exército

O mato-grossense Gilmar Mendes tem sido uma das vozes mais firmes no STF, ultimamente.

A sua declaração sobre o Exército se associar a um "genocídio", por conta da condução do Ministério da Saúde na pandemia, causou fortes ruídos no Palácio do Planalto.

Militares voltaram a pressionar o ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello, a pedir reserva no Exército, como fez Luiz Eduardo Ramos, da Casa Civil, no começo do mês.

Querem se descolar da imagem de que há uma confusão entre o Exército e a política.

Numa nota, nesta terça-feira (14), Gilmar Mendes disse que é preciso fazer “uma interpretação cautelosa do momento atual”.

Segundo ele, as Forças Armadas estão sendo chamadas a “cumprir missão avessa ao seu importante papel enquanto instituição permanente de Estado”.

O ministro afirmou que, em nenhum momento, quis atingir a honra do Exército.

Mas reiterou sua crítica ao recrutamento de militares “para a formulação e execução de uma política de saúde que não tem se mostrado eficaz” para combater a pandemia de Covid-19.


3 COMENTÁRIOS:







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.

TICO  15-07-2020 09:44:48
O STF TRANSFERE AS RESPONSABILIDADES DO GOVERNO FEDERAL PARA OS GOVERNOS DOS ESTADOS E PREFEITURAS MUNICIPAIS. AGORA, DESCONHECENDO OS FATOS MEMBRO DO STF VEM CRITICAR, O QUE NÃO DEVERIA POIS MINISTROS DO STF DEVERIAM SÓ FALAR NOS AUTOS, TRABALHOS DE MEMBROS DO MS. TALVEZ ESTEJA TENTANDO TAPAR O SOL COM A PENEIRA, POIS OS ESTADOS E MUNICIPIOS SE APRESENTARAM COMO INABILITADOS PARA FUNÇÃO. PARA DAR PROVAS DISSO INDICAMOS A PREFEITURA DE PORTO FELIZ, SP, COMO EXEMPLO, POIS LÁ NENHUM OBITO OCORREU NOS CASOS EM QUE O GRUPO DA PREFEITURA ATUOU. TRATA-SE DO VIRUS CHINES. FICA ENTÃO A MATERIA PARA SER PESQUISADA PELO MINISTERIO PUBLICO. JAMAIS ACEITAREMOS CRITICAS AO EXECUTIVO POIS O SUPRIMENTO DE RECURSOS FINANCEIROS AOS ESTADOS E PREFEITURAS NÃO FALTOU.

Responder

0
0
Levi Cuiabano  15-07-2020 09:33:58
As voltas que esse mundo dá! Quem diria que um dia, eu iria concordar com o Ministro Gilmar Mendes, pois, somente um país governado por pessoas mau intencionadas, ou que não possuem apreço pela democracia, é que militares da ativa, ocupam cargos de ministros de estado. O papel das Forças Armadas, não são e nunca serão de gestores públicos. Se algum militar tem interesse de ser ministro ou entrar para a política, então, que se aposente. Caso contrário, que fique nos quartéis , que é lugar de militar.

Responder

0
0
Henrique Santos  14-07-2020 19:13:53
Esse cidadão tem que se preocupar com as mazelas que o STF está fazendo. Olhar pelo vidro dos outros é fácil e comodo. Qual idéia ele formulou até agora? NENHUMA!! só falando mal dos outros sem olhar para si mesmo: cara arrogante, desprezível e pau mandado de FHC,

Responder

1
0



ENQUETE
Como você vê as acusações entre Mauro Mendes e Emanuel Pinheiro sobre o caos na pandemia?
O governador é o culpado
O prefeito da Capital também tem culpa
Essa briga prejudica as ações de combate à Covid-19
É uma disputa político-eleitoral
PARCIAL