NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Segunda-feira, 13 de Julho de 2020
CIDADES
Sexta-feira, 11 de Maio de 2018, 19h:25

SAÚDE

Oito novas ambulâncias são entregues ao Samu

O governador Pedro Taques fez ontem a entrega de oito ambulâncias para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) , cinco foram compradas com recursos do governo do Estado, no valor total de R$ 881 mil, e as outras três com recursos do Ministério da Saúde, no total de R$ 510 mil. A partir de hoje, três ambulâncias já começam a circular, as outras cinco, que chegaram domingo, dia 6, estão em processo de licenciamento junto ao Detran. De acordo com a superintendente do SAMU, Bruna Karoline de Almeida Santiago, as ambulâncias representam uma renovação de 100% da frota de Cuiabá e Várzea Grande e passam a compor uma frota de 17 ambulâncias que atendem a dez bases do SAMU, sendo cinco bases na capital; três bases em Várzea Grande, uma base em Poconé e uma base em Chapada dos Guimarães. Das 17 ambulâncias, dez vão circular diariamente e sete servirão de reserva. Das oito novas ambulâncias, cinco são básicas que funcionam com um condutor e um técnico de enfermagem e três são avançadas funcionando com um médico, um enfermeiro e um técnico de enfermagem. Bruna Santiago também informou que quatorze ambulâncias dos anos de 2006 a 2010 deixarão de circular e farão parte do processo de desfazimento junto ao Ministério da Saúde e Secretaria Estadual de Saúde, para dar início a futuros processos de novas aquisições. “O processo de desfazimento é importante para que possamos demonstrar para o Ministério da Saúde a real necessidade de aumento ou de renovação da frota do SAMU, para não termos de esperar mais quatorze anos para adquirir novos veículos”, explicou. O governador Pedro Taques disse que o Governo está atento à situação da saúde pública e que confia na equipe e no trabalho dos servidores da pasta; demonstrou agradecimento por todo o esforço e comprometimento para com a manutenção da saúde pública, superando crise financeira e reconstruindo a estrutura estatal de gestão dos serviços do SUS que foi desmantelada ao longo da última década. “Estamos melhorando a saúde e eu tenho esta convicção. Um exemplo é esse ato de hoje. A última vez que teve ambulância nova foi em 2004. Quantos vidas esses veículos irão salvar?”, indagou. Taques também destacou que, mesmo com as dificuldades financeiras, o Estado vem conseguindo fazer os repasses deste ano em dia e que os atrasados estão sendo quitados.

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
O que você acha da decisão da CPI do Paletó de pedir o afastamento do prefeito?
Ele tem que ser afastado
Ele tem que ser cassado
Ele é inocente
Tanto faz
PARCIAL