NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quarta-feira, 27 de Maio de 2020
CIDADES
Sábado, 04 de Abril de 2020, 10h:00

PANDEMIA DO CORONAVÍRUS

Medidas de isolamento social em Cuiabá vão até 10 de maio

Emanuel Pinheiro mantém suspensão de aulas e estuda rodízio de carros e toque de recolher

Da Redação
Divulgação
O prefeito Emanuel Pinheiro, que anunciou a antecipação do pagamento de salários

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) decidiu, neste sábado (4), prorrogar as medidas de isolamento social, visando à contenção da propagação do coronavírus em Cuiabá, com adoção de medidas que ele classificou como "drásticas, mas necessárias".

Segundo ele, está sendo estudada a possibilidade de adotar um sistema de rodízio de veículos, bem como a decretação de um "toque de recolher", à noite, em toda a Capital ou em locais onde as medidas seriam desrespeitadas.

Entre as medidas, inclusas no Decreto 7868, assinado no último dia 3 e que será publicado na segunda-feira (6), estão a suspensão das aulas na rede municipal de Educação, no período de 6 de abril a 10 de maio.

Essa decisão, segundo o prefeito, é recomendada às escolas da rede privada.

O novo decreto mantém o fechamento do comércio, inclusive shoppings centers, academias, bares, restaurantes, templos, igrejas, ampliando a proibição de funcionamento para as feiras livres e trabalho de vendedores ambulantes, no período de 6 a 21 de abril.

O decreto não se aplica a lavanderias e serviços de higienização, oficinas mecânicas, autopeças, pet shops (banho e tosa, somente com a entrega do animal), lava-jatos por agendamento e entrega do veículo, controle de vetores e pragas.

Os supermercados foram liberados a abrirem também durante os feriados, desde que seguidas as medidas para evitar aglomeração e de higienização.

O horário de funcionamento, no entanto, não foi flexibilizado, permanecendo das 7h às 19h.

Somente as padarias estão liberadas para abrir a partir das 6h até 19h.

No período de 6 de abril a 10 de maio, fica mantida a suspensão do passe livre, da tarifa social e do cartão melhor idade (idoso), no sistema de transporte coletivo, que continua operando com 30%. dos veículos.

Segundo o decreto, 10% dos  ônibus atenderão exclusivamente profissionais da Saúde Pública. Os 20% restantes serão para os usuários que comprovarem atividades em serviços considerados sociais.

O comércio continua fechado, sendo permitidas apenas aquelas atividades consideradas essenciais.

A meta, segundo o prefeito, abrange todos os setores da sociedade, com o objetivo de achatar a curva de crescimento da propagação do vírus.

Disse que as medidas são adotadas levando em conta os critérios técnicos e científicos e protocolos do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS), além do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus, criado pelo Palácio Alencastro.

"As medidas são extremamente necessárias. Posso pecar por excesso, mas nunca por omissão", disse Emanuel, para quem o setor produtivo deve ser compreensivo. "Precisamos recuar agora para avançar depois", afirmou.

Após o anúncio das medidas, o prefeito afirmou que ela terão de ser levadas em conta pela população. E que não adiantarão pressões políticas e/ou carreatas, pois "a Prefeitura não abrirá mão de sua obrigação de respeitar a vida dos cidadãos".


4 COMENTÁRIOS:







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.

Lucia  06-04-2020 00:15:27
Gostaria de saber se vai prorrogar o vencimento do IPTU também. Se não trabalha, não tem dinheiro pra pagar IPTU.

Responder

1
0
Rosa Luz  05-04-2020 10:51:13
O Prefeito esta bem consciente do que esta fazendo. Este momento é crucial para a propagação. Ficar em casa é a melhor medida.

Responder

1
2
Rubens Silva   04-04-2020 15:57:40
Vôte Nenel, esse negócio de ficar trancafiado em casa é duro pra catiiça. Mas se não tem jeito, vamos ficar. Senão o tal do corona pega a gente. Fui...

Responder

2
0
PEDRO MARTINS  04-04-2020 11:57:03
Senhor Paletó, por acaso, que nos matar de fome. Assim não dá. Ninguem aguenta ficar mais um mês em casa.

Responder

3
4




ENQUETE
Como você vê a decisão da Prefeitura de Cuiabá de prorrogar o isolamento social?
A medida do prefeito é acertada
Poderia ser mais flexível em alguns setores
Só precisa a população se conscientizar mais
Tanto faz
PARCIAL