NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Terça-feira, 02 de Junho de 2020
CIDADES
Quinta-feira, 21 de Maio de 2020, 10h:13

COMBATE AO VÍRUS

Governo vai abrir mais 60 UTIs no interior de Mato Grosso

Hoje, segundo a Saúde, o Estado conta com 1.217 leitos públicos exclusivos

Da Redação
Mayke Toskano/GCom-MT
O Estado instalará as unidades em parcerias com as prefeituras

O governador  Mauro Mendes (DEM) anunciou a criação de mais 60 Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) para atender casos de coronavírus no interior do Estado.

As UTIs serão abertas em Confresa, Água Boa, Peixoto de Azevedo, Tangará da Serra e Barra do Garças.

"Essas UTIs serão criadas em parceria com as prefeituras, dentro do nosso plano de ação para montar uma rede de leitos em todas as regiões de Mato Grosso", afirmou o governador.

Mendes reforçou que, desde o início da pandemia, o Governo tem tomado todas as ações para ampliar os leitos SUS tanto na região da Grande Capital, quanto no interior.

Além dos 147 leitos no Hospital Estadual Santa Casa, em Cuiabá, e 278 no Hospital Metropolitano, em Várzea Grande, também estão sendo ampliados dezenas de leitos nos hospitais regionais e, via parceria com prefeituras, nas unidades municipais, para atender pacientes com coronavírus.

Hoje, Mato Grosso conta com 1.217 leitos públicos exclusivos para a covid-19, com taxa de ocupação de 3,4% dos leitos clínicos e de 12,2% das UTIs.

"Essas UTIs representam um sonho para a nossa população. O Hospital de Peixoto de Azevedo atende principalmente os municípios de Guaranta, Matupá, Novo Mundo, Terra Nova e Peixoto", destacou o prefeito de Peixoto de Azevedo, Maurício Ferreira.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.





ENQUETE
Você acha que a Prefeitura acertou ao liberar a reabertura de shopings, bares e restaurantes?
É uma decisão acertada
O prefeito foi pressionado por empresários
Quem vai dizer são os consumidores
Tanto faz
PARCIAL