NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Domingo, 24 de Janeiro de 2021
CIDADES
Terça-feira, 12 de Janeiro de 2021, 14h:40

EDUCAÇÃO E 2ª ONDA

Cuiabá deve ter "sistema híbrido" para volta às aulas em fevereiro

Método de ensino combina práticas presenciais e remotas, por meio do uso de ferramentas digitais

KAMILA ARRUDA
Da Reportagem
Divulgação
Prefeito deve bater o martelo sobre a volta às aulas na quinta-feira; matrículas estão abertas

A decisão quanto à retomada ou não das aulas presenciais na Capital ficou para quinta-feira (14).

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) volta a se reunir com representantes das secretarias de Saúde e de Educação e com os membros da Comissão de Combate à Covid-19 para bater o martelo quanto ao assunto. 

Entre as possibilidades que estão sendo avaliadas, está o ensino híbrido, o qual combina práticas presenciais e remotas, por meio do uso de ferramentas digitais.  

“É uma alternativa. Apesar de nossa estrutura não ser a mais adequada nesse sentido, mas tudo se adapta. Para evitar um prejuízo maior, o ensino híbrido não está descartado”, disse Emanuel, nesta terça-feira (12). 

Na semana passada, o prefeito chegou a se reunir com entidades para debater o tema, mas nenhuma decisão foi tomada.

Ele, contudo, reconheceu a necessidade de se retomarem as aulas presenciais, mas afirmou que a decisão deve ser tomada com prudência, tendo em vista a ameaça de uma "segunda onda" de proliferação do novo coronavírus (Covid-19). 

“Estou muito preocupado porque a saúde tem que estar acima de tudo, em primeiro lugar, e a estrutura das escolas favorece a aglomeração. O que me preocupa, a base maior, são a saúde e a vida das crianças e dos trabalhadores. Mas, existe também uma crise econômica”, observou. 

Por conta da paralisação das aulas presenciais, o prefeito afirmou que diversas instituições de ensino privada fecharam as portas no ano passado.  

“A minha preocupação é com a saúde e a vida das crianças e os profissionais, mas existe uma crise econômica social sem precedentes na Educação do Estado. No período da pandemia, no ano passado, 26 unidades de ensino privado fecharam as portas, cerca de 1,1 mil desempregados, e mais unidades estão ameaçando fechar. Na rede privada, vem a quebradeira em massa e existe um fantasma muito grande de um caos no setor, Mas, estamos buscando entendimento”, disse. 

De acordo com o prefeito, a rede pública só não foi atingida porque é alimentada pela população com o pagamento de impostos. 

“Como suportar uma situação dessa? Um ano com as portas fechadas? A rede pública suporta porque a sociedade alimenta. Eles pedem a volta no início de fevereiro e eu busco uma medida segura para tentar viabilizar essa volta. Estou bem preocupado, vamos avançar nas discussões. Estou preocupado com desemprego, com o fechamento de outras unidades. Muito preocupado, mas temos que tomar essa decisão com segurança total”, completou. 

Apesar da indefinição sobre a reabertura das escolas, as matrículas para novos alunos da rede municipal de ensino foram abertas nesta semana e se encerram na sexta-feira (15), com a oferta de e 6,5 mil vagas para Educação Infantil I e II (4 e 5 anos) e do Ensino Fundamental. 


5 COMENTÁRIOS:







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.

Isaias Santos da Silva  16-01-2021 15:40:18
É lamentável está situação de um lado crise econômica e de outro lado a saúde. Sou contratado da área do apoio administrativo, sem chances de ter um emprego na educação. Más um ano desempregado! No ano 2020 já estivemos quase 12 mil contratados na área de educação desempregado. É agora o ano 2021? O governo não tem nenhum plano B?

Responder

0
1
Jocieli   16-01-2021 08:27:59
Enquanto não perderem alguém de dentro de casa não entenderam. As crianças transmitem o corona. Imagina a criança não perder um ano de estudo, mas perder o pai ou a mãe. Dai vocês verão o que é trauma. Sai a rua quem quer, porque não é proibido. Se o shopping esta cheio, volte para casa e peça comida delivery. Se os parques estão cheios, haja do mesmo modo. Agora não generalize. Não vejo nenhum museu lotado, isso diz muito sobre a preocupação com a educação que os pais dizem ter...ah as livrarias estão vazias tbm.

Responder

1
1
Pedro Henrique   13-01-2021 12:15:25
A JUSTIÇA PRECISA SER FEITA... ALUNOS QUEREM VOLTAR PARA A ESCOLA! #LUTOPELAEDUCAÇÃO

Responder

7
3
Pedro Henrique   13-01-2021 12:14:53
A JUSTIÇA PRECISA SER FEITA... ALUNOS QUEREM VOLTAR PARA A ESCOLA! AULAS PRESENCIAIS NÃO TEM QUE SER DESCARTADO, NÃO QUEREMOS TER MAIS UM ANO DA EDUCAÇÃO PERDIDO, A JUSTIÇA SERÁ FEITA! #LUTOPELAEDUCAÇÃO

Responder

5
2
Pedro Henrique Carvalho Camargo  13-01-2021 12:09:22
A JUSTIÇA PRECISA SER FEITA... ALUNOS QUEREM VOLTAR PARA A ESCOLA! AULAS PRESENCIAIS NÃO TEM QUE SER DESCARTADO, NÃO QUEREMOS TER MAIS UM ANO DA EDUCAÇÃO PERDIDO, CRIANÇAS ESTÃO TRISTES E CHORANDO QUERENDO VOLTAR PARA A ESCOLA... ALGUMAS ATÉ COM DEPRESSÃO!!!!! SE VCS PENSAM QUE ENCHER A CARA, IR PRA BALADA, VIAJAR NA PANDEMIA, BEBER NO BAR É MAIS IMPORTANTE QUE A EDUCAÇÃO? VCS PRECISAM NASCER DE NOVO. A JUSTIÇA SERÁ FEITA! #LUTOPELAEDUCAÇÃO

Responder

2
3



ENQUETE
Qual deve ser a prioridade do 2º mandato do prefeito Emanuel Pinheiro?
Melhorar o transporte coletivo
Tornar a Saúde Pública acessível a todos
Ampliar a Assistência Social
Educação para todos
PARCIAL