NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quarta-feira, 21 de Abril de 2021
CIDADES
Quinta-feira, 08 de Abril de 2021, 06h:49

SEM FESTA

Cuiabá completa 302 anos na esperança de vencer a pandemia

Há um ano, o cuiabano enfrenta dias difíceis e atípicos, numa cidade associada à alegria e ao calor humano

JOANICE DE DEUS
Da Reportagem
Divulgação
Cuiabá completa 302 anos nesta quinta (8); A esperança dos cuiabanos para sair da crise sanitária é a vacinação

Cuiabá faz 302 anos nesta quinta-feira (8) e comemora o aniversário em meio ao agravamento dos casos da Covid-19, em todo Mato Grosso.

Há um ano, o cuiabano enfrenta dias difíceis e atípicos, mas a cidade, que é comumente associada à alegria e ao calor humano, acredita e espera, com muito trabalho e muita esperança, que a pandemia vai passar.

“Chegamos aos 302 anos da mais sedutora e vibrante capital do país. São 302 anos de Cuiabá, uma terra hospitaleira, de povo intenso, alegre, feliz e vibrante, que se orgulha ser cuiabano e viver nessa terra mágica que é a nossa Capital. Chegamos aos 302 anos enfrentando essa pandemia. Mas, o povo cuiabano é valente. Nesses 302 anos de história com muita fé e devoção ao santo padroeiro, o Senhor Bom Jesus Cuiabá, soube superar os obstáculos”, disse o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

Para evitar aglomerações, os eventos festivos foram suspensos.

Mas, Emanuel Pinheiro lembra que as ações de obras, projetos e programas que a gestão vem desenvolvendo serão entregues ao longo do mês de abril e nos próximos meses.

“Como forma de celebrar, não de comemorar, os 302 da nossa linda e eterna Cidade Verde. Tudo isso em homenagem às mais de duas mil vítimas do novo coronavírus, o que nos corta o coração, e aos casos confirmados, das pessoas hospitalizadas que estão lutando”, disse.

Superação alcançada nesta última semana, especialmente, por nove pacientes que estavam internados em leitos de enfermaria no Hospital Municipal São Benedito, e tiveram alta na segunda-feira (5).

Uma delas foi a Sandra Juliano da Silva, 51 anos, que estava internada desde o dia 26 de março.

A princípio, ela  Juliano procurou uma unidade de pronto-atendimento (UPA) e, posteriormente, após seu quadro se agravar, foi transferida para o hospital referência, o antigo Pronto-Socorro da Capital.

Outra paciente que teve alta foi a Maria de Fátima Almeida, 62 anos.

Ela esteve internada na enfermaria do hospital desde o dia 26 de março e teve 50% dos pulmões comprometidos.

Para o filho dela, Vivaldo Almeida, 42, a sensação também foi de alívio.

“A gente abre as redes sociais, TV e só vê as pessoas de luto ou lamentando a perda de um familiar querido. E, quando é com um familiar próximo da gente, como, por exemplo, a minha mãe, que tem vários agravantes, é diabética toma insulina, é hipertensa, foi uma sensação muito boa de alívio”, disse.

A esperança dos cuiabanos também vem diante da vacinação da população.

Para Cuiabá, foram repassadas 107.237 doses das vacinas Coronavac e Astrazeneca.

Destes, segundo os dados do site Localiza SUS, foram aplicadas 64.859, sendo 46.652 como primeira dose e 18.207 como segunda.

Na Capital, já foram contabilizados 69.258 casos confirmados da Covid-19 entre residentes, sendo 63.066 recuperados e 2.232 óbitos.

ROMARIA DAS ÁGUAS - Em sua 4ª edição, em celebração ao aniversário de Cuiabá e ao padroeiro da cidad,e será realizada a "Romaria das Águas e Caminhada da Fé”.

Sob a organização da Arquidiocese de Cuiabá, o evento terá participação de todos os segmentos religiosos.

Responsável pela romaria, o padre Felisberto Samoel da Cruz disse que a celebração pretende fazer da Capital o grande palco de todas as manifestações de fé, em torno do padroeiro Senhor Bom Jesus.

A concentração será às 14 horas desta quinta-feira (8), na Comunidade de São Gonçalo Beira-Rio.

Na sequência, terá início a procissão fluvial, saindo do Marco Zero indo até a Marina da Marinha na Avenida Beira-Rio, com a condução da imagem do padroeiro de Cuiabá.

Depois, terá início a caminhada da fé, onde os principais hospitais da Capital serão visitados, em uma benção especial aos profissionais da Saúde e aos pacientes internados.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Você aprova a descentralização da vacinação contra a Covid?
Sim. Já passou da hora
Não. Era melhor só no Centro de Eventos
Ainda está a desejar
O certo é utilizar todos os postos de Saúde
PARCIAL