NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sexta-feira, 10 de Julho de 2020
CIDADES
Quarta-feira, 27 de Maio de 2020, 10h:00

CONTRA FAKE NEWS

Ativista pró-Bolsonaro, empresário de MT é alvo da PF

Marcelo Stachin é morador da cidade de Sinop (500 km ao Norte) e participa de atos antidemocráticos

Da Redação
Reprodução/Facebook
O empresário e ativista Marcelo Stachin, que é alvo da PF na operação contra fake news

O empresário mato-grossense e ativista de extrema-direita Marcelo Stachin é um dos alvos da operação da Polícia Federal, no denominado inquérito das fake news , aberto pelo STF para apurar ameaças e ofensas a ministros.

Stachin é morador da cidade de Sinop (500 km ao Norte de Cuiabá).

As informações são de que a Polícia Federal cumpre mandado de busca e apreensão na residência do empresário.

Ele é um apoiador do presidente Jair Bolsonaro e não esconde sua atividade política.

No Facebook, por exemplo, ele mostra que, no começo de maio, esteve em Brasília, participando do "Acampamento dos 300".

Trata-se de um movimento de extrema-direita em apoio a Jair Bolsonaro e que defendede pautas antidemocráticas e inconstitucionais, como o fechamento do Congresso Nacional, STF e reedição do AI-5.

Nas redes sociais, Stachin se diz coordenador do movimento "Canhota Não".

A OPERAÇÃO - A Polícia Federal cumpre 29 mandados de busca e apreensão, nesta quarta-feira (27), no chamado inquérito das fake news, que apura ofensas, ataques e ameaças contra ministros do STF (Supremo Tribunal Federal).

As ordens foram expedidas pelo ministro Alexandre de Moraes, relator do caso, e estão sendo executadas no Distrito Federal, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso, Paraná e Santa Catarina.

A investigação corre em sigilo.

Aliados do presidente Jair Bolsonaro são alvos da operação.

Ele tem mais de nove mil seguidores em sua página no Facebook, onde atua coletando assinaturas para legalizar o partido Aliança para o Brasil, controlado pela família de Bolsonaro.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
O que você achou da decisão da Justiça de decretar lockdown em Cuiabá e VG?
Acertada
Demorou
Antes tarde...
Tanto faz
PARCIAL