NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Segunda-feira, 12 de Abril de 2021
CIDADES
Quinta-feira, 04 de Março de 2021, 09h:46

VALE O DECRETO DO GOVERNO

Após liminar, veja como funcionam comércio e serviços em Cuiabá

Medidas restritivas mais duras já valem desde quarta-feira (3) em todo o Estado e vigoram até o dia 21

Da Redação
Diário de Cuiabá
Medidas restritivas em relação ao comércio e aos serviços em Cuiabá estão valendo desde quarta-feira (3)

Como a liminar concedida pelo Tribunal de Justiça ao Governo, houve mudanças no horário de funcionamento do comércio e serviços de Cuiabá.

A liminar, assinada pelo desembargador Orlando Perri, na quarta-feira (3), anulou parte do decreto assinado pelo prefeito Emanual Pinheiro (MDB), na terça-feira (2), que não seguiu a orientação do Governo sobre as medidas de restrição, em todo o Estado, para conter o avanço da pandemia.

Vale registrar que a decisão judicial está em vigor desde quarta-feira e vai até o dia 21 deste mês.

O comércio em geral só deve funcionar até 19h, desde ontem. Aos sábados e domingos, até às 12h. 

No decreto da Prefeitura, derrubado pela Justiça, o funcionamento de bares, restaurantes, distribuidoras e supermercados, por exemplo, seria permitido até às 22h.

Entenda o que está valendo para Cuiabá e para os outros 140 municípios de Mato Grosso:

- De segunda a sexta, proibição de todas as atividades econômicas das 19h às 5h.

Aos sábados e domingos, a proibição será após o meio-dia.

A exceção fica por conta das farmácias, serviços de Saúde, funerárias, postos de gasolina (exceto conveniências), indústrias, transporte de alimentos e grãos, e serviços de manutenção de atividades essenciais, como água, energia e telefone.

- Nos horários permitidos, as atividades econômicas deverão respeitar as medidas de segurança, como o uso de máscara, distanciamento e limitação de 50% da capacidade máxima do local.

- Eventos podem ocorrer dentro do horário permitido, respeitado o limite 30% da capacidade do local, e número máximo de 50 pessoas.

- Os serviços de entrega por delivery seguem autorizados até às 23h.

- O transporte coletivo e congêneres (Uber, 99, etc) podem funcionar normalmente.

- Toque de recolher a partir das 21h até às 5h, com proibição de circulação.

- Projeto de lei que prevê multa a pessoas físicas e às empresas que descumprirem as normas, bem como notificação à Polícia Civil e Ministério Público.

- Nos órgãos públicos estaduais, fica suspenso o atendimento presencial em todas as secretarias e órgãos do Governo, com exceção das unidades finalísticas. Quanto a jornada de trabalho, cada secretaria/autarquia vai disciplinar medidas para redução do fluxo de pessoas. 

- Os cidadãos e pessoas jurídicas que desobedecerem as normas poderão para multa, bem como notificação à Polícia Civil e Ministério Público

Leia mais sobre o assunto:

Prefeitura vai ao STF para tentar derrubar liminar do TJ


1 COMENTÁRIO:







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.

Antenado  04-03-2021 12:37:26
No Brasil toque de recolher é inconstitucional. Vale só o que é previsto na constituição

Responder

0
0



ENQUETE
Você é a favor das medidas restritivas contra a Covid em MT?
Sim
Não
Em parte
As medidas deveriam ser mais duras
PARCIAL