NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quinta-feira, 22 de Outubro de 2020
CIDADES
Terça-feira, 27 de Agosto de 2019, 09h:21

MOBILIDADE URBANA

À espera da licitação, usuários sofrem

Usuários aguardam a realização da licitação que deverá renovar a frota, enquanto isso ônibus pegam fogo e têm portas caindo

JOANICE DE DEUS
Da Reportagem

Enquanto aguardam a realização da licitação que deverá renovar a frota que opera no transporte coletivo de Cuiabá, os usuários têm enfrentado, nos últimos dias, algumas situações que revelam as más condições dos veículos que circulam pelas ruas da cidade. Na tarde da última quinta-feira (23), o motor de um coletivo sofreu um princípio de incêndio. Porém, outros casos de portas com defeitos ou caindo foram registrados nas últimas semanas na cidade e no município vizinho de Várzea Grande.
O fato mais recente ocorreu na Avenida Fernando Correa da Costa com um veículo da viação Expresso Caribus. De acordo com o Corpo de Bombeiros (CB), o coletivo seguia em direção ao Centro da capital quando apresentou problemas no motor, que pegou fogo. No momento do incêndio, apenas um passageiro e o motorista estavam no veículo e ambos saíram ilesos. Controladas pelo CB, as chamas atingiram altura considerável e o fogo espalhou fumaça pela pista. Na ocasião, a Associação Mato-grossense dos Transportadores Urbanos (AMTU) que o veículo seria levado para a garagem, onde os peritos deverão apontar as causas do incêndio. O motorista também deverá ser ouvido para a elaboração de um laudo sobre a ocorrência.
Outro fato ocorreu em julho passado, quando a porta de um ônibus que faz a linha 106 caiu. Não houve feridos. Na ocasião, a Semob informou o que veículo foi recolhido e substituído, sem prejuízo aos passageiros. Também afirmou que faz fiscalização periódica para garantir a segurança e qualidade dos usuários.
Também realizada a licitação que foi relançada no último dia 08 deste mês. O processo havia sido suspenso em julho para readequações que atendessem sugestões do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e Ministério Público do Estado (MPE). Agora o edital circula por 45 dias, sendo a licitação aberta no dia 26 de setembro, com a apresentação das propostas das empresas interessadas.
Na época, o secretário de Mobilidade Urbana, Antenor Figueiredo, informou que a principal novidade da licitação é que o contrato de 20 anos, antes prorrogáveis por mais 10, agora só poderá se estender por mais cinco. “O MP havia pedido que reduzíssemos o tempo de contrato. Demonstramos tecnicamente que isso não seria possível, uma vez que, neste caso, os empreendimentos realizariam um alto investimento inicial sem prazo para retorno. Diante disso nós correríamos o risco de ter uma licitação deserta, sem interessados em participar”.
Outro fator apontado que inviabilizaria a participação das empresas seria a inclusão imediata de 100% da frota com ar-condicionado. Conforme estabelece a nova licitação os vencedores devem começar a atuar com, no mínimo, 30% de ônibus com ar-condicionado, chegando à totalidade da frota em até cinco anos. Hoje, há apenas 60 automóveis com ar-condicionado circulando pela cidade e a inserção do item no edital leva em consideração o clima da região. Melhorias que se estendem a 150 mil passageiros que utilizam o sistema diariamente. A inclusão do item é inédita e foi uma determinação do chefe do Executivo, uma vez que não existe no Brasil nenhuma frota 100% climatizada.
No processo também foi alterada a redação referente à inclusão de ônibus articulados à frota. O texto menciona que os veículos são zero quilômetro, embora os mesmos tenham sido adquiridos entre dezembro de 2018 e janeiro de 2019. Os coletivos serão mantidos em circulação, independente do resultado do trâmite. O atendimento à população vem sendo garantido com um contrato emergencial de 180 dias.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
MT terá eleições simultâneas para vereador, prefeito e senador? Você já escolheu seus candidatos?
Sim
Não
Vou anular os votos
Nenhum dos candidatos presta
PARCIAL