NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Quinta-feira, 28 de Janeiro de 2021
BRASIL
Quarta-feira, 02 de Dezembro de 2020, 14h:12

ASSALTO/BANCOS

'Só davam tiros para o alto', diz um dos reféns

Amanda Garcia Ludwig, especial para a AE
A imagem de seis homens mantidos como reféns do criminosos, na madrugada de terça, espalhou-se rapidamente pelas redes sociais nos primeiros minutos após começar o tiroteio. A foto foi tirada por um morador da cidade, e entre os reféns estava Sérgio Eduardo Firme, funcionário do Departamento de Trânsito e Transporte (DTT) da prefeitura.

"Estamos todos abalados com a situação", disse ele sobre o roubo, o maior da história do Estado. Ao lado de Firme estavam outros três funcionários da prefeitura que trabalhavam na pintura de faixas de rua. "Quando ouvimos os primeiros estampidos, pensamos que era uma moto. Logo percebemos que eram tiros. O carro chegou rápido, seus ocupantes atirando para cima, nos colocaram em um canto da rua e mandaram tirar a camisa."

Ao lado dos demais, Firme ficou ouvindo tiros das 23h45 às 2h10, dirigidos "apenas para cima, nunca para o lado", conta ele.

Durante a noite, os cinco criminosos que os controlavam prenderam dois motociclistas. Em alguns momentos, os criminosos conversaram com os reféns e pediram calma. "Eles brincaram e perguntaram como era a cidade... Se Criciúma tinha barzinho e mulher bonita. Disseram que voltariam daqui a um tempo, para comemorar." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

 

 


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Qual deve ser a prioridade do 2º mandato do prefeito Emanuel Pinheiro?
Melhorar o transporte coletivo
Tornar a Saúde Pública acessível a todos
Ampliar a Assistência Social
Educação para todos
PARCIAL