NA HORA
O jornal de Mato Grosso Facebook twitter youtube

Cuiabá MT, Sexta-feira, 07 de Agosto de 2020
BRASIL
Terça-feira, 26 de Junho de 2018, 17h:45

ACAMPAMENTO

Grupo pró-Lula relata tiros em atropelamento

ANA LUIZA ALBUQUERQUE
Da FolhaPress – Curitiba
Membros do acampamento Marisa Letícia, localizado a cerca de 1 km da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR), relataram que foram vítimas de uma tentativa de atropelamento e de disparo de arma de fogo na manhã de ontem. A organizadora Edna Dantas afirmou à reportagem que, por volta das 10h25, um homem tentou atropelar um grupo de militantes, deixou o local e retornou portando uma arma. Ela disse que o acampamento é alvo de ataques de "grupos fascistas" com frequência por defender o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Segundo Edna, o boletim de ocorrência deve ser registrado nesta quarta (27). A PM (Polícia Militar) informou que realizou um atendimento inicial no local e que entregou um número de protocolo aos envolvidos. Segundo a corporação, houve uma ligação ao número 190, relatando tiros no acampamento. Chegando lá, os agentes não encontraram o autor ou indícios do crime. Nas redes sociais do acampamento, integrantes relataram ameaças por parte do motorista, que os teria xingado de vagabundos e prometido matá-los. Em nota, a organização da vigília Lula Livre repudiou as supostas tentativas de atropelamento e disparos. "Nos solidarizamos e exigimos a apuração e responsabilização dos culpados."

Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.




ENQUETE
Como você vê as acusações entre Mauro Mendes e Emanuel Pinheiro sobre o caos na pandemia?
O governador é o culpado
O prefeito da Capital também tem culpa
Essa briga prejudica as ações de combate à Covid-19
É uma disputa político-eleitoral
PARCIAL