TRAGÉDIA

Estudante toma "garrafada" para abortar, entra em coma e morre

A bebida foi preparada por um raizeiro conhecido como "Velhinho da garrafa"

ADILSON ROSA
Da Reportagem

A estudante Valdirene Cristina da Cruz, 24 anos, que morava na avenida João Gomes Sobrinho, bairro Lixeira, morreu anteontem à tarde após tentar abortar no quarto mês de gravidez. Ela ingeriu uma pequena dose de uma bebida escura, uma mistura de várias raízes. A bebida foi preparada por um senhor conhecido como "Velhinho da Garrafada", morador no bairro Planalto em Cuiabá. A estudante tomou a bebida, anteontem às 17 horas. Minutos depois começou a passar mal e entrou em coma.
Vários vizinhos estiveram em sua casa para tentar reanimá-la. "Quando ela bebeu aquele líquido escuro, começou a suar. Pedi para que tomasse um banho, mas não deu tempo e ela desmaiou", disse a mãe da estudante, a auxiliar de enfermagem Eliete da Cruz. Levada ao Pronto Socorro Municipal de Várzea Grande (PSMVG), ela morreu minutos depois.
Segundo a mãe da estudante, ela tomou essa decisão sem consultá-la. Ao chegar no PSMVG, a estudante passou pelo box de emergência. Ela foi atendida pelo médico José Antônio de Figueiredo que estava de plantão.
Eliete explicou que, em seu diagnóstico, o médico constatou que a estudante morreu de edema pulmonar e choque anafilático. Não foi solicitado o exame de necrópsia. A auxiliar de enfermagem acrescentou que o médico pediu o resto da bebida para ser examinado.
O delegado Margley Dib, da Delegacia do Bairro Jardim Glória, explicou que se for mesmo por choque anafilático, não é necessário o exame de necrópsia.
A reportagem tentou entrar em contato com o médico, mas não obteve êxito. No PSMVG, a informação era de que Figueiredo estaria no PSMC. Em Cuiabá, os médicos plantonistas informaram que ele deveria trabalhar somente hoje e a telefonista não forneceu seu telefone nem endereço.
Valdirene havia se separado do marido que não quis assumir o segundo filho. Ele a teria aconselhado a praticar o aborto. Então, a estudante procurou o Velhinho da Garafada no bairro Planalto que receitou a estranha bebida. "Era minha única filha. Agora tenho um neto para cuidar", disse Eliete.
"Ela estava desesperada e faria qualquer coisa e deve ter pego a primeira coisa para beber", revelou um primo da estudante. O velhinho, acrescentou o primo, teria dito que não se responsabilizaria pelo que acontecesse. "No bairro, o comentário é que ele já receitou remédio para aborto para várias mulheres", frisou.


Polícia pode indiciar raizeiro

Da Reportagem

O "Velhinho da Garrafada" poderá ser indiciado por incentivar a prática do aborto ao receitar um remédio que matou a estudante Valdirene Cristina da Cruz, grávida de quatro meses. O crime previsto nos artigos 126 e 127 do Código Penal prevê uma pena de um a quatro anos de prisão, acrescido de um terço. A informação é do delegado Margley Dib, da Delegacia do Bairro Jardim Glória.
Ele acrescentou que o responsável pela preparação do remédio poderá ser indiciado também por curanderismo, previsto no artigo 284 que prevê uma pena de seis meses a ano. Margley disse que a alegação de que a estudante tomou por conta própria, não tem valor legal.
"Ele deu um remédio sabendo que a compradora iria cometer um crime. Isso é cumplicidade", esclareceu o delegado. Dib disse ainda que precisa ouvir a mãe da estudante e saber o endereço da pessoa que vendeu o estranho remédio. "Mas antes é preciso o boletim de ocorrência chegar para instaurar o inquérito", frisou.


SISTEMA PENITENCIÁRIO

Mais 30 presos da Cadeia do Carumbé são remanejados

Da Reportagem

Pelo menos 30 presos da Cadeia Pública do Carumbé foram remanejados de celas e alas, ontem de manhã. Os transferidos são presos provisórios e sentenciados que estavam na ala em que foi descoberto um túnel de cerca de 15 metros, na última semana. A escavação estava próxima do muro lateral. Cerca de 20 presos se preparavam para fugir, mas foram descobertos a tempo.
O remanejamento deveria ser realizado, anteontem, mas os presos reagiram obrigando a direção da Cadeia a requisitar reforços da PM. Ontem de manhã, cerca de 80 policiais militares deram sustenção ao trabalho dos agentes carcerários.
Entre os transferidos, estão os responsáveis pela construção do túnel e que exercem a liderança entre os demais presos. Eles foram distribuidos nas diversas celas de outras alas.
Segundo o tenente-coronel Benedito Campos, comandante do Batalhão de Policiamento de Guardas (BPGuardas), a idéia do remanejamento é desarticular as lideranças entre os presos para evitar qualquer surpresa, principalmente no final do ano. Ele explicou que o critério usado para a troca de celas é exclusivo da direção que determina para onde os presos deverão ser colocados.
"Há oito meses em que nada de anormal acontece no Carumbé e Pascoal Ramos. Temos que continuar fazendo demonstração de força e que estamos em alerta", frisou.
Coronel Campos revelou que uma liderança dentro de um presídio se constrói entre um e dois meses. Nesse tempo, há mais remanejamentos para evitar a aproximação dos presos.
Na última segunda-feira houve uma revista nas celas do Carumbé onde foram apreendidos cerca de 30 chuços, alguma quantidade de droga e uma "mariatereza" _ corda artesanal confeccionada com pedaços de lençóis e camisetas.


ESCOVINHA

Vítimas vão à delegacia para recuperar objetos furtados

Da Reportagem

Algumas das vítimas de furtos praticados da quadrilha chefiada pelo pedreiro Edivan Lima Rodrigues, o "Escovinha", 20 anos, estiveram na Delegacia de Roubos e Furtos (Derf) de Cuiabá para buscar algumas mercadorias apreendidas. De uma empresária do bairro Santa Rosa, os ladrões levaram cerca de 30 CDs, a maioria importados, avaliados em cerca de R$1.500,00, além de alguns eletrodomésticos e um aparelho de som importado.
De acordo com a empresária, o furto aconteceu, no dia 18 de agosto, de madrugada quando todos estavam dormindo. Segundo ela, eles entraram pelo muro do vizinho e pegaram as mercadorias pelas portas dos fundos. "Tive sorte de não ser estuprada", comentou a empresária.
Os objetos foram recuperados no barraco onde Escovinha mora, no Jardim Santa Angelita, em Cuiabá.
Segundo o chefe de operações da Derf, Jamil Moreira, a quadrilha é acusada de praticar seis furtos qualificados em residências do Bairro Santa Rosa, em Cuiabá, nos últimos meses.
Moreira informou que o dono de dezenas de conjuntos de roupas de ginásticas também já foi identificado e deverá buscar a mercadoria apreendida. "Estamos tentando identificar os receptadores dos objetos roubados e furtados. Onde está a tv de 29 polegadas?" questionou.
Escovinha foi preso, anteontem, ao meio-dia, em companhia do lavador de carros Rodrigues Mendes Teixeira, 18 anos, Francineide Souza da Silva, 20 anos e a adolescente F.R.P. de 14 anos. Eles foram detidos por uma equipe de agentes da Derf, chefiados pelos delegados Antônio Carlos Garcia e Roberto de Almeida Gil.
Escovinha e Mendes são acusados de estuprar uma estudante no Jardim Cuiabá que teve a residência assaltada pela quadrilha. Eles estão sendo ouvidos pelo delegado Newton Rado, da Delegacia de Costumes, responsável pelo inquérito que investiga o estupro.


ESTUPRO

Justiça libera vigia acusado de estupro

Da reportagem

O juiz Antônio Teixeira Nogueira Neto, da 11ª Vara Criminal de Cuiabá, expediu alvará de soltura em favor do vigia Fábio Mende Barbosa, 21 anos, preso em flagrante no início do mês, acusado de estuprar uma adolescente de 15 anos. Na primeira audiência, a vítima voltou atrás desistindo da queixa alegando que havia tido relação sexual de livre e espontânea vontade.
O vigia ficou cinco dias presos na Delegacia do Parque Cuiabá e deveria ser encaminhado para a Cadeia Pública do Carumbé, mas o delegado David Montania desconfiou da versão da adolescente e adiou a sua decisão.
Alguns vizinhos do vigia, morador no residencial Itapajé, disseram que a adolescente M.A.V.L., 15 anos, foi quem o procurou várias vezes. Ela foi vista várias vezes à espera do vigia.
No dia 26 de setembro, o marido da adolescente, o estudante Mário Claudeci Moraes Lopes, 25 anos, chegou mais cedo em casa porque não havia aula e flagrou o vigia com a esposa na cama.
Barbosa fugiu apressadamente e esqueceu a camiseta no sofá. A adolescente, que havia dito que fora ameaçada de cinta, mostrando algumas marcas pelo corpo, voltou atrás e revelou que apanhou do próprio marido, revoltado por ter sido traído.
A menor caiu em contradição também quando relatou que esteve na casa do vigia pegando alguns livros emprestados. Mas posteriormente explicou que não sabia o endereço. Liberado da acusação de estupro, o vigia voltou ao trabalho, mas foi aconselhado pelos vizinhos a não passar mais em frente da casa da adolescente.


MOTOS

Polícia está investigando quadrilha que rouba motos

Da reportagem

A polícia está investigando a ação de uma quadrilha especializada em roubar e furtar motocicletas que estaria agindo em Cuiabá. Ontem por volta da meia-noite, no CPA IV, aconteceu o terceiro roubo nos últimos meses. Um funcionário da Lanchonete Arnaldo's Drinks foi rendido por três homens armados com revólveres que roubaram a moto Honda CG 125, placas JYO 8297, usada para entregar pizzas. Foram furtadas também três motos em pontos diferentes de Cuiabá e Várzea Grande.
De acordo com as investigações da polícia, os assaltantes chegam em duas motos. O que vai na garupa de uma delas é quem sai pilotando a moto roubada. As motos usadas no assaltos, uma delas azul, segundo a polícia, também podem ser roubadas ou furtadas.
O chefe de operações da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos, João Santana, informou que mais três motos foram furtadas anteontem à noite, em Cuiabá e Várzea Grande.
Às 19h 30min, a moto Titan, placas JYC 0251, foi furtada em frente à uma residência, no bairro Ponte Nova. Às 23h 30min, a moto Honda Titan, placas JYC 0251 foi furtada no bairro Grande Terceiro. Cerca de três horas depois, uma moto Honda CG 125, foi furtada no bairro Cristo Rei, em Várzea Grande.
Para Santana não tem como ligar os furtos à quadrilha porque nesse tipo de crime não há testemunhas. "Só mesmo depois de prendermos os suspeitos é que poderemos saber se são responsáveis pelos furtos ou não", esclareceu.


TRÁFICO

PF recebe US$ 350 mil dos EUA para combate ao tráfico

Da Agência Estado - Brasília

A Polícia Federal já recebeu uma parcela de US$ 350 mil do total de US$ 1,260 milhão que os EUA vão repassar ao País ao longo do ano fiscal americano, que começou em 1º de outubro. O dinheiro será usado para o combate ao narcotráfico, que usa o Brasil como rota de trânsito, e faz parte do acordo de cooperação técnica entre os dois países.
"O mais importante não é a quantia em dinheiro, que é pequena em relação aos nossos gastos. O principal é o repasse dos conhecimentos técnicos que o FBI detém sobre o narcotráfico, especialmente sobre lavagem de dinheiro", disse ontem o diretor-geral da Polícia Federal, Vicente Chelotti. O orçamento da PF para 1997 é de R$ 147 milhões, e só com pessoal a instituição gasta R$ 90 milhões por ano.
Chelotti diz que o Brasil passou a ser um posto atraente para a lavagem de dinheiro do comércio de drogas desde que estabilizou a economia e domou a inflação. Como nos EUA essa estabilidade existe há muito tempo, a indústria de lavagem de dinheiro sujo é bem conhecida do FBI, a polícia federal americana.
Os EUA mantêm uma política de "certificação" anual com seus parceiros da América Latina, por meio da qual o Executivo americano avalia a contribuição de cada um para o combate ao narcotráfico, a fim de liberar ajuda financeira para os programas de controle de drogas. Em 96, o governo dos EUA ofereceu apenas R$ 650 mil, e o Brasil recusou a ajuda, por considerá-la irrisória.
A Polícia Federal já conseguiu destruir 14 pistas de pouso clandestinas na região amazônica, por meio da operação Porteira Fechada Norte, que começou em outubro de 1996. Este ano, serão investidos R$ 3 milhões nos cinco postos da Porteira Fechada Norte, que mobiliza 80 policiais por mês. "Precisamos de barcos e de helicópteros para dar continuidade a esse trabalho", diz Chelotti. Ele acredita que poderá obter parte desse equipamento por meio do acordo firmado com os EUA.