TELEVISÃO

Mudanças radicais no reino infantil  

Os números do Ibope vão bem, obrigado, mas, sabe como é, o público infanto-juvenil é inconstante e ávido por novidades. Pois é o que terão os telespectadores do programa de Angélica, que a partir de 19 de abril estará de cara nova - e talvez deixe até de se chamar ‘‘Angel mix’’. A faixa dedicada ao público infantil passará a ser comandada por uma turminha formada pelos mais diferentes seres. E a que atinge os pré-adolescentes ganhará novos quadros e jogos.

- É raríssimo a Angélica não ter mais pontos de audiência que a soma de suas duas principais concorrentes (Eliana, da Record, e Jacqueline Petkovick, do SBT) - diz o diretor-geral de criação Carlos Manga. - Mas este é um programa complexo, além de ter quatro horas. É preciso que esteja sempre se renovando.

As mudanças vão além de novos cenários. A parte infantil passa a ser comandada pela turma da Ong Bong, uma organização pela paz e em prol do meio ambiente.

- Vamos continuar seguindo a linha que adotamos em dezembro: a do edutainment, um entretenimento responsável, com preocupação educativa - diz João Alegria, supervisor de texto do programa.

A sede da Ong Bong está instalada embaixo de uma paineira. Por isso, seus membros volta e meia são importunados pelo Tatupoiú, um tatu vizinho da organização. Fazem parte da Ong Bong diversos personagens interpretados por bonecos e atores. Um deles é um extraterrestre que vem de um planeta onde há escassez de água e fica maravilhado quando chega à Terra.

Há também Rock, um personagem essencialmente animal, que adora livros e tem os sentidos muito apurados; Guida, uma duende moderna e alegre; um menino muito traquina; as flores aquáticas cantantes, que falam em versos e transmitem recados; e os vilões Alfa e Beto, conhecidos pelo mau hábito de devorar informações.

Novos desenhos também entrarão no cardápio, mas os ‘‘Teletubbies’’, sucesso absoluto, têm seu lugar garantido. Entre as estréias está uma série de 50 histórias de um minuto com a turma da Mônica. A cada mês, a partir de abril, dez delas entrarão no ar.

O quadro da Garrafinha ganhará novo cenário e a inclusão do padeiro português Pois-pois e do menino Quadrinhos, louco por revistinhas. Outros serão produzidos, como ‘‘Capitão Sardinha e marujo Pimenta’’, criado por Cao Hamburger e estrelado por um homem e um caranguejo. Os dois atuam em águas profundas e terão missões simples, como achar um arraia escondida na areia. Mas, como são atrapalhados, enfrentarão dificuldades.

Já a faixa dedicada aos pré-adolescentes continuará a ter auditório e a apresentação de bandas. Uma novidade é o ‘‘Angel clip’’, com vídeos de artistas nacionais e estrangeiros. A participação de Angélica passará a ser mais dirigida.

- Sempre que ela aparecer, terá realmente algo a dizer, relativo ao tema do dia - diz Alegria. - Nosso grande desafio será fazer do programa uma atração realmente interativa, em que as pessoas sejam estimuladas a fazer algo em casa enquanto estão diante da TV.

Além de atrações de sucesso como ‘‘Ligação’’, ‘‘Divã da Freudélica’’ e ‘‘Rádio Mix’’ (que ganhará novos personagens), o programa terá outros quadros. Um deles é o ‘‘De cara na TV’’, em que jovens darão sua opinião sobre temas variados. Para colher os depoimentos, serão instaladas cabines em diferentes pontos do Rio.

Novos jogos serão lançados, como o ‘‘Som no caixa’’, em que os concorrentes têm de achar objetos citados na letra de uma determinada música e encher com eles um carrinho de supermercado. Outras brincadeiras serão ‘‘Falso ou verdadeiro’’ e ‘‘Dicionário’’.

As gravações da nova fase começam no final do mês, no Projac. A volta da Fada Bela, estrela da extinta ‘‘Caça talentos’’, não está decidida. A direção do programa cabe a Rogério Gomes, que tem a colaboração de Ulysses Cruz. Quem também acompanha tudo bem de perto é Roberto de Oliveira, diretor-geral de programação infantil.


As principais novidades  

ONG BONG: Os membros da organização que prega a paz e a preservação do meio ambiente comandarão a faixa infantil do programa, que vai das 8h às 11h. Fazem parte da turma seres tão diferentes quanto um ET, uma duende, um menino travesso e duas traças malvadas.

TURMA DA MÔNICA: A partir de abril, serão exibidas historietas de um minuto com os personagens criados por Maurício de Souza.

‘CAPITÃO SARDINHA E MARUJO PIMENTA’: Um dos novos quadros da faixa infantil, criado por Cao Hamburger e protagonizado por um homem e um caranguejo.

‘SOM NO CAIXA’: Os pré-adolescentes que participarem da brincadeira terão de encontrar, na platéia, os objetos citados na letra de uma determinada música.

‘DE CARA NA TV’: Serão instaladas cabines em locais de grande concentração de jovens, no Rio, para colher opiniões a respeito de temas ligados a comportamento. Os adolescentes poderão ser convidados a dizer se preferem hambúrguer com fritas ou arroz integral, por exemplo.


CINEMA

George Lucas fará "Star Wars" em vídeo

Da Agência Folha – São Paulo

O criador de "Star Wars'' ("Guerra nas Estrelas''), George Lucas, afirmou que pretende produzir as duas próximas partes da nova trilogia inteiramente em vídeo digital, eliminando o uso de película. O processo facilita a pós-produção, com a manipulação do som e a inserção de efeitos especiais.

O filme "Star Wars - Episódio 1 - A Ameaça Fantasma'', que estréia no Brasil no dia 24 de junho, terá cinco vezes mais efeitos especiais do que "Titanic'', de James Cameron, e custará pelo menos US$ 120 milhões, cerca de US$ 80 milhões a menos de orçamento.

Essa são duas das mais importantes revelações feitas pelo produtor executivo do filme, Rick McCallum. Ele participou na última quinta, às 23h, de um bate-papo de uma hora por meio do site da Yahoo (www.yahoo.com), com fãs da série. McCallum respondeu às perguntas direto de um computador no rancho Skywalker, de propriedade de George Lucas.

Novo trailer

Segundo o produtor, será lançado um novo trailer, que deverá chegar aos cinemas dos EUA no próximo dia 12 -ainda não tem data definida no Brasil- que será meio minuto mais longo e falará mais sobre a história do filme, que terá duração média de 2h10min.

Os fãs, curiosos com cada detalhe, perguntaram ainda sobre as cores dos sabres de luz ("haverá sabres de cores diferentes de azul, verde e vermelho?'', resposta: não!), além de possíveis aparições do contrabandista Jabba e do caçador de recompensas Boba Fett, personagens célebres da história.

O produtor afirmou que todos esses personagens surgirão ao longo dos três primeiros filmes, mas que Han Solo, interpretado por Harrison Ford, não aparecerá.

O Yahoo não revelou a quantidade de usuários conectados à sua sala de bate-papo e nem quantas pessoas não conseguiram conexão. A transcrição integral estará disponível na área de bate-papo do site nos próximos dias.


TELEVISÃO

A volta de Luciano Huck e sua trupe

O "H" de Luciano Huck com Tiazinha e a Feiticeira voltou ao ar ontem, às 20h30m, ao vivo (com reprises aos sábados) dos estúdios paulistas da Rede Bandeirantes. Depois de alguns dias de férias, o apresentador trará novidades à atração de cenário recauchutado. Entre os quadros inéditos, "Caindo de pára-quedas" levará convidados a comentar assuntos sobre os quais tenham pouca intimidade. Pedro de Lara, por exemplo, falará sobre moda. Em "Pratos limpos", ele visitará a família de algum adolescente para discutir questões como: "meu pai não me deixa namorar".

Para a reestréia, Huck também planeja levar ao ar uma entrevista com o governador de Minas, Itamar Franco.

- Caso ele aceite, responderá às perguntas da molecada - conta ele.

Outra inovação será o "Minuto do H", que abrirá espaço para videomakers iniciantes exibirem seus trabalhos. Já o quadro em que Tiazinha depila garotos da platéia terá uma alteração: em vez de ser apenas um felizardo por vez a responder às perguntas, que lhe valerão ou não pelinhos a menos nas pernas, serão dois. E cada um poderá ter a ajuda de quatro meninas. Será um time contra outro. E, daqui a um mês, Huck pretende promover um game entre estudantes com temas ligados a sexo.

E o apresentador garante ainda que a mascarada Susana Alves não sairá do "H":

- Tenho muito orgulho de tê-la criado. Reinventamos as chacretes. O "H" é o Chacrinha numa versão anos 90.

A exibição de reportagens diárias, de 15 minutos, também fará parte da atração. No fim de março, Huck mostrará a série feita por ele, durante 12 dias, na Antártida.

- Tem pingüim, elefante-marinho, baleia - conta.

O animais estão em alta no "H", que adotará um labrador.

- Vou fazer com ele o "Show de Truman", mostrando-o desde a hora de seu nascimento - compara Huck.

Em abril, ele quer repetir em Recife, e, em julho, em Salvador, o sucesso do "H de verão" do Rio.