TELEVISÃO

TVCA: Síndrome de Liderança

A programação local da Tv Centro América se mantém na liderança de audiência em Mato Grosso

ANTÔNIO DE PÁDUA E SILVA
Da Reportagem

Zilmar Melatte, diretor geral da TV Centro América, pode ser considerado um homem de sorte, porque comanda a afiliada da Globo que dá maiores rendimentos em Mato Grosso, não só em termos de audiência como de retorno financeiro.
Sorte, mas nem tanto. Porque para se manter na liderança, a emissora tem que seguir o padrão global e manter a qualidade exigida pela matriz. Lutar pela liderança, como fazem as outras emissoras, pode dar incentivo, prazer, mas se manter líder é um trabalho às vezes árduo que merece, como diria a música cantada por Gal Costa, estar sempre atento e forte.
É isto que vem fazendo Melatte e parece que tem tomado decisões acertadas. O mais recente programa da TVCA, Variedades na TV, desde o seu lançamento, tem conseguido uma invejosa liderança de audiência perante as concorrentes.
Zilmar Melatte diz que é um programa leve, próprio para o horário de almoço, dedicado ao público feminino. Apresenta, além de outras, matérias culturais e turísticas. A prova de fogo do Variedades na TV foi um sorteio de ingressos para o show do grupo "É o Tchan". A emissora recebeu mais de cem mil cartas de telespectadores, convenhamos, um número incontestável para medir qualquer audiência.
O diretor afirma que o Variedades, quando vai ao ar, aumenta a audiência da TVCA. Segundo números do Ibope, ele tem 41% de aparelhos ligados quando está no ar. A sua audiência gira em torno de 26%.
Para Melatte, a fórmula do Variedades na TV dá certo porque já se passou o período de ascenção dos programas policiais, dramáticos, dedicados às classes mais populares. Hoje, o telespectador quer algo mais light no horário de almoço.
E a TVCA também está se mexendo em termos de programação local. Um novo projeto, que Melatte prefere manter em sigilo, está sendo desenvolvido para ter estréia no próximo mês de abril.
Quando a discussão gira em torno do Bom Dia Mato Grosso, o diretor da Centro América admite que o jornal local ainda deixa a desejar se houver comparação com o Bom Dia Brasil - este programa talvez seja o mais radicalizado no seu formato, em se tratando de Rede Globo, adquirindo um estilo variado de notícias, bem ágil, dinâmico e moderno. Mas Zilmar Melatte diz que o Bom Dia Mato Grosso vai seguindo o seu caminho com sucesso, principalmente quando abriu canal ao vivo com Brasília.
Hoje todas as novidades políticas, econômicas, etc, referentes a Mato Grosso, originárias da Capital Federal, são repassadas em primeira mão pela jornalista e apresentadora Veruska Donato, no horário das 7:30 às 7:45 horas. A emissora tem que bancar um custo maior com este programa, mas isto significa pouco com relação ao retorno político e social que oferece o Bom Dia Mato Grosso.
Quando fala de concorrência, Zilmar Melatte diz que o segredo da Rede Globo foi ter conseguido captar o gosto do povo brasileiro. Além disso, é claro, há a qualidade de produção de seus programas, assim como a estabilidade de sua grade (horários) - as outras emissoras ainda pecam por não definir um horário fixo de sua programação. Melatte relata que é fã de Serginho Grismann, do SBT, que conseguiu atingir em cheio o seu público alvo, que é a juventude. Mas nunca ninguém sabe qual o horário certo em que Serginho está no ar. Este seria um típico defeito a ser corrigido pelas concorrentes.
Zilmar Melatte admite que a concorrência vem, a cada dia, conseguindo espaços mais significativos em termos de audiência. O Jornal Nacional, carro-chefe da Globo, décadas atrás tinha em média 80% de audiência; hoje este percentual se reduz à 57% em Mato Grosso. Para Melatte, o segredo das outras emissoras seria criar sua particularidade em termos de programação. Caracteriza o SBT como uma TV de shows e programas de aud7itório, uma fórmula que dá certo e que poderia ter ainda maiores rendimentos. Lembra a TV Manchete que, com a novela Pantanal, conseguiu a liderança de audiência várias vezes - uma receita que deu certo. O diretor acha que cada TV deve ter seu próprio estilo.
Os outros programas locais da TV Centro América, seguindo a fórmula da matriz, também são líderes de audiência, como o MT Rural (55%) e o jornal MTTV Segunda Edição que chega a ter 74% de audiência.


ARTES PLÁSTICAS

Uma mostra no aeroporto

MIRIAM BOTELHO
Da Reportagem

Livre, leve e solta. Essa definição se encaixa muito bem nas telas da artista plástica Luciana Merthan, que estará expondo de 9 a 29 de março, na sala de embarque do Aeroporto Marechal Rondon.
Nesta sua primeira individual, a artista apresenta uma mostra com 20 telas. Sem um estilo definido, ela perpassa acadêmico, impressionista, pós-moderno e espatulado.
Nesta exposição, as telas que mais chamam a atenção são Boiada Pantaneira, Fortuna, Momentos de Paz e Copo de Leite.
Luciana Merthan começou a pintar em 1993. "Buscava nas artes uma forma de extravassar os sentimentos. Meu primeiro grande mestre se chama Camol D'Évora. Quando comecei não sabia e nem tinha noção de como se pegava num pincel, nas misturas das tintas, nos efeitos de luzes e sombra", comenta a artista.
Segundo Luciana, a grande característica de seu trabalho neste momento é a utilização das cores fortes e escuras. "Nas minhas telas procuro transmitir os meus desejos. Em cada pincelada eu me encontro com o que tenho de melhor e mais belo em mim", diz.
A artista já participou de vários salões de arte, e exposições coletivas. Ela não se considera uma autodidata e sim uma pessoa que busca o conhecimento e o aperfeiçoamento nas artes plásticas. "Qualquer pessoa pode pintar, basta ter a capacidade de saber olhar para dentro de si mesma e buscar a humildade para aprender bem feito".
O QUE: Exposição de Luciana Merthan
ONDE: Sala embarque do Aeroporto Marechal Rondon
QUANDO: De 9 a 29 de março


 

COLUNA TAMIRES FERREIRA

Caldeirão

Não devem ser convidados para dividir a mesma cestinha de bolo de arroz os bambambãs Gilmar Fabris, Celson Bezerra e José Riva.
Os três andam em curto circuito.
Um está soltando fumaça pelas ventas, e outro anda cuspindo fogo.
E o terceiro não tem nada, nadica de nada para declarar.

Casamento do ano

Deu na coluna do Cesar Giobbi: Chiquinho Scarpa, o bambambã de São Paulo, está ficando aflito. Tudo indica que desta vez não vai dar para es
capar. Sua noiva, Carola de Oliveira, já reservou e pagou data na igreja para o casamento. Será no dia 23 de maio.

Cadilaque

Lúcia Aquino Amaral, não pensa em outra coisa a não ser na organização
e na produção da grande noite.
Enquanto acerta detalhes do tipo: local, data e atração musical. A trupe de organizadores não brinca em serviço.
A Noite Dourada irá reviver os anos 60 e 70 com músicas fantásticas da época. A festa irá movimentar toda a tradicional sociedade cuiabana. E com vento todo a favor, tudo indica que irá repetir o sucesso dos anos anteriores.

24 de Abril

A sociedade cuiabana terá seu primeiro grande encontro programado acontecer no dia 24 de abril, no buffet Villa D' Itália.
Será um reencontro dos chiques depois do carnaval.
A "Noite Italiana" promete reunir o que existe de melhor em nossa sociedade. O projeto envolve várias pessoas, como também uma atração nacional.
A comida terá a assinatura de Elza Biancardini. Portanto, já se sabe que será ótima. E o preço do convite incluirá bebida e o jantar.

Segura, peão

Cuiabá ganhará, em breve, mais uma bar country, e já tem data e lugar marcado para vir a público.
A estréia será no antigo bar Ópus, e levará o nome de "Seleiro". Localizado ao lado da tradicional Casa Suiça. E quem comanda é Dudu. Aguardem voltaremos com mais detalhes.

Quitanda do dia 12

Quanto: no dia 12, próxima quinta-feira.
A onde: no tradicional bar Terraçus.
O que: grande show-baile com o irreverente ator Liu Arruda (apresentando "Ocê qué vê, escuta"), e tem mais os cantores Henrique e Claudinho, Pescuma, Banda Cuiabá Cuiabá, Gilmar Fonseca e Hamilton Lobo. São os artista regionais pedindo passagem. Imperdível.

Grama

Os fotógrafos Paulo Fischberg e Jamie Stewart mais Fábio Ávila deram star no projeto "Futebol Arte" - que reúne artistas plásticos em mostra que rola o Brasil e segue depois para Paris, na abertura da Copa.
As obras serão depois doadas ao Comunidade Solidária.

SOCIAL

- A colunista social Maria Tereza Olindo pilota o II Congresso de Mulheres no Exercício do Poder a começar hoje indo até domingo, no Teatro Universitário. Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher.

- Falar em mulher: Maria Helena Póvoas embarcando, nesse final de semana, para Brasília. Vai em companhia de Hermes de Abreu curtir as pelejas que marcarão a Convenção Nacional do PMDB.

- Será amanhã o Happy Hour no Getúlio programado para começar tipo l9h. E quem convida é a Genus Publicidade, em comemoração pelos galardões conquistados no recente 1º Premio TVCA de Criação e Vídeo. Junior e seus comandados merecem mesmo muita festa.

- A Secretaria de Turismo da cidade de Cáceres já confirmou trinta e dois municípios matogrossense. Foi aberta a temporada do Concurso de Miss Mato Grosso 98. O promoter Warner Willon, realizador do evento, pretende fazer uma noite inesquecivél. As candidatas devem subir a passarela no dia 4 de abril, no Ginásio de Esportes. Como convidada e apresentadora especial, chega no pedaço a top Monique Evans.

- Rindo à toa, o empresário de redes de supermercados Aldecy Magalhães. Tudo porque a sua Danielle deu à luz ao segundo herdeiro. Que leva o nome de Vitor.

- Encontra-se no pedaço Sarah Barbour e Patrick Borinstein, vindos de Dallas, para rever os amigos e familiares da esposa que aqui residem.
O casal passou a temporada momesca em Salvador.

- Silvana Calhao mostra que realmente tem bom gosto. A coleção nova está bárbara. Corra e confira.

- Incluindo debates acontece hoje, entre l4h e l8h, o Forum de Debates Projeto AIDS II. O local será no Auditório da Prosol, na rua Comandante Costa. Objetivo é levantar proposta do município para o Fórum Nacional, que acontecerá, em Brasilia, na próxima semana.